Inverno colorido e democrático

E começa mais uma edição do Senac Moda Informação, maior evento de moda da América Latina, que traz uma pesquisa internacional completa destinada principalmente aos confeccionistas, estilistas e designers de todo o país.

A 38 edição trouxe o tema “Memórias Afetivas” resgatando um passado bucólico em uma linda paisagem invernal inspirando décadas passadas e revisitadas. Os nomes mudam mas as características e tendências da moda apenas evoluem em novas formas, tecidos e cores. E, por falar em cores, este será um inverno bem colorido com tons de laranja, amarelo, rosa, coral e azul bic.

Temas

Atelier 60´s – estilistas como Cristóbal Balenciaga e Yves Saint Lauren inspiram modelos geométricos, com formas ovalóides ou retas e blocos de cores em vestidos sem mangas, tubinho, saias na linha A, calças cigarrete e skinny, decotes careca ou V e gola Peter Pan. Entre os tecidos, destaque para paetês opacos, malhas compactas, vinil e tecidos rígidos. As cores são vivas ou neutras.

Alta Burguesia – casamentos de príncipes e as décadas de 20,30, 40,50, 60 e 70 trazem tecidos nobres, peças luxuosas e muita sofisticação. Aqui entram a silhueta ampulheta, estilo ladylike, saia lápis, além de vestidos e blusas com laços. Muitas peles, ponchos, capas e efeitos acolchoados e matelassados. Entre os tecidos, couro, chiffon, seda, veludo, lãs, peles e rendas. As cores vêm inspiradas nas pedras preciosas.

Charme Masculino – tema já bastante visto nas últimas estações, aqui mescla as formas amplas dos anos 80 em blazers e calças e o estilo punk-rock e grunge. Muitos terninhos, jaquetões e blazers curtos e quadrados, calças baggy, pantalonas e trench coats. Entre os tecidos, destaque para malharia circular, lãs, denim e couro. As cores passeiam entre o cinza, marinho e o marrom.

Artsy – este tema mescla referências artísticas, lúdicas e com personalidade inspiradas no cinema, fotografia, jogos eletrônicos, artesanato e estilo folk europeu. Contrastes de matérias, couro, cetim, veludo, lãs pesadas, nylon e muitas estampas em 3D, com ilusão de óptica ou com motivos folclóricos decoram vestidos e túnicas, formas descontruídas, calças mais largas e tricôs com maxigolas. As cores primárias se sobressaem.

Fetiche Dark – aqui o movimento sombrio, melancólico e rebelde do gótico, punk e vitoriano se misturam em lãs, alfaiatarias, plumas, penas e rendas. Muitos detalhes de tachas, zíperes e fivelas decoram jaquetas biker, macacões, vestidos, saias e casacos super longos. Entre as cores, destaque para o preto, azul escuro e vinho.

VANESSA DE CASTRO | IMAGENS: DIVULGAÇÃO