Jaquetas: elas sabem se impôr

Jaquetas básicas, diferenciadas ou nas mais irreverentes versões e construções: elas sabem, indiscutivelmente, como se impôr mantendo sempre a inalterável condição de ítem desejo nas coleções.


É lá no topo do look, e na localização mais elevada do stand que elas afirmam sua importância no mix de produtos. Prova disso está na coleção apresentada por Adriano Goldshmiedt na Bread &Butter onde as jaquetas contemplam todo o excelente mix de lavagens, assim como constam em um dos mais irreverentes murais comemorativos do aniversário da marca Mustang.


As “costurinhas” modernas continuam como principal artifício para modernizar tais peças, formando desenhos de gabarito que remetem ao logo das marcas – proposta da Mustang – ou criando jogos de cores de linhas decorativos com o devido discernimento exigido pela versatilidade idéia bastante explorada pela Nudie Jeans. Filigranas em bolsos, e bolsos embutidos em recortes exploram a linguagem do jeans de maneira atemporal.


Ainda falando em toques de moda, destaque para as “micro-etiquetas” externas que dialogam com os efeitos de lavagem das peças. Pequenas e no tom vermelho, ou transversais em cantos de bolsos como as da Tiffosi.


Para retrabalhar este ítem clássico algumas marcas apostaram também no mix de tecidos, incrementando palas com flanela ou tricoline xadrez e golas internas com pele até mesmo em tons coloridos. Gold Lab e Nudie são alguns exemplos.


No quesito “forma” a marca Tellason foi o grande destaque com bolsos assimétricos em diferentes formatos e tamanhos. Um novo visual que ganhou interpretações em toda a sua diversificada cartela de lavagens. Confira as fotos.


VIVIAN DAVID | FOTOS: EQUIPE GUIA JEANSWEAR