Lavagens e tecnologia em pauta no evento

A ANEL (Associação Nacional das Empresas de Lavanderias) com objetivo de representar e fortalecer a classe, realizou na cidade de São Paulo na última quinta-feira (31.03), o 2º Workshop de jeans.

O evento apresentou a nova presidente do grupo, Paola Borges, que assumiu o cargo em maio de 2010, e vem surpreendendo com suas ações para estreitar o relacionamento do setor de lavanderias no Brasil. Paola contou um pouco de sua trajetória e lembrou o público das vantagens de ser um associado da ANEL, como por exemplo, o acesso ao Laudo Técnico, setor da associação que analisa problemas surgidos após as peças lavadas: ele estuda minuciosamente as causas do problema e sua origem, buscando conscientizar o responsável pelo resultado indesejado, seja ele de lavanderia ou de tecelagem.

Dando início ao workshop, a consultora de moda jeanswear, Iolanda Wutzl, apresentou aos convidados as confirmações de tendências do segmento para a temporada de Verão 2012. A apresentação da consultora foi bem objetiva, exaltando os destaques das principais marcas lançadoras de moda presentes na última Bread & Butter Berlim que aconteceu em janeiro.

Marco Britto, diretor das lavanderias indústrias de jeanswear da ANEL, mostrou ao público a diferença de produtos acabados com capricho e com profissionalismo, e também os efeitos vintage de qualidade que vem conquistando os mais exigentes nas grandes marcas e magazines. O diretor, com poucas palavras, provou aos presentes a necessidade de profissionalização no setor, mediante a visão que outros mercados estão tendo do Brasil – um país promissor para investimentos. “Se não nos profissionalizarmos e nos prepararmos agora, perderemos grandes chances de crescimento. O sucesso acontecerá para as empresas antenadas, investidoras em tecnologia e mão de obra especializada, que buscam informação de moda e mercado constantemente”, apontou Marco Britto.

André Duarte, co-diretor do Grupo GB Canaã, contou resumidamente a história do vintage, apresentando imagens comparativas de peças antigas originalmente e réplicas obtidas através de maquinários altamente tecnológicos. O tema escolhido foi consequência de sua experiência visitando fornecedores europeus. “Lá o jeans é tratado não como um produto, mas como uma arte: uma cultura de moda”, afirmou, confirmando em outras palavras o que Marco Brito havia anunciado.

As ações da ANEL não param por aí, a fim de unir aprendizado, informação e relacionamento, a associação realizará nos dias 27 e 28 de maio, o I Congresso Brasileiro de Lavanderias, que acontecerá no hotel Holiday Inn, em São Paulo. O evento surge com maior expressão propondo um encontro de todos os setores do mercado de lavanderias: doméstico, industrial (Uniforme, Hospitalar, Hotelaria) e Jeans. Para inscrições ou mais informações,

acesse o site.

IOLANDA WUTZL | FOTOS: EQUIPE GUIA JEANSWEAR