Layouts mais poluídos e didáticos marcam as ambiências no Inverno 2017

O que o cliente quer é fazer negócio, fazer o motor da moda girar. Mas convenhamos,

ele só se move com encantamento. E é esta palavra que muda com o passar das

temporadas. Se em alguns invernos ela foi mais elegante; noutros relaxou e sentou ao

sofá. Se em alguns verões foi viajar para cenários finos e paradisíacos; mais tarde

preferiu o som de tablados rangendo e folhagens intimistas. No Inverno

2017, temos novos materiais e novas formas de assédio para o observador.

Ambientes mais poluídos e didáticos, induzindo à leituras de acúmulo, memórias, e

mesmo tornando mais direta uma informação relativa à qualidade constam como

inspirações principais.



Entre as aparências mais instigantes, temos os tijolos sem acabamento, baús e madeiras

pintadas com toda sorte de imperfeição: coloridas indicando o mix de tingimentos,

esverdeadas sugerindo peças desenvolvidas em conceitos sustentáveis. Nos estandes

que buscam visual de intimidade reproduzindo salas de estar; temos sofás com jeitão de

brique, toalhas confeccionadas com patches em denim, e grades lembrando áreas

externas caseiras intercalando o jeans com folhagens.



Mas a busca por produtos que agreguem além do visual múltiplas funções; como o

lifestyle vegano, o conceito eco­friendly, ou mesmo os cuidados

estéticos, é sem dúvida um dos maiores apelos comerciais em evidência. Quando

existente em uma coleção, torna-­se o centro das atenções de toda uma ambiência. Os

próprios fabricantes indicam como expôr estes produtos ­ com uma lógica que pode ser

levada para as marcas. A Jeanologia, expôs suas peças em paredes brancas com jeitão

de lousa, apresentando adesivos didáticos explicativos da redução no consumo de água

no acabamento utilizado, logo abaixo de um jeans lavado. No caso do

emana, lógica semelhante foi adotada, com a peça esticada e rodeada de rabiscos em

todo o entorno. Já a Orta Anadolu, pendurou exemplares de jeans vegano em uma

árvore estilizada.



Além destes importantes direcionamentos, a temporada coloca sugestões inspiradoras:

como o jeans vaidoso exposto dentro de molduras trabalhadas em arabesco para o

público feminino, ou as peças com conceito vintage apresentadas como em um

vermissage de arte. Tablados e caixotes de madeira induzindo à ideia de reciclagem e

galpão continuam em alta ­ mas repare: agora com acabamentos coloridos ou pintados

em tinta branco.

VIVIAN DAVID | FOTOS: EQUIPE GUIA JEANSWEAR