Linguagem diferencia recortes e migra para coloridos

A imponência do efeito cut offno cenário atual da moda denim já foi objeto de estudo de matéria exclusiva anterior em nosso portal de tendências. Porém os eventos de lançamento das coleções de verão 2014-15 dedicados à imprensa, e lookbooks antecipando a estação, revelaram nas coleções de jeans de marcas influentes como Hudson, Diesel, Guess e Goldsign novas possibilidades para a linguagem.


Com o visual desfiado devidamente assimilado pelos consumidores de jeans, o efeito antes reservado aos ítens essenciais com apelo de luxo, agora é incluído no mix de coloridos e adotado com maior naturalidade na própria construção das calças e shorts, substituindo o acabamento antes finalizados por pespontos em recortes estilo biker, e peças compostas por mosaicos de patches.


Um bom exemplo da aplicação da linguagem cut off no jeans consta na coleção da marca Hudson Denim, cujos recortes estilo biker são renovados pelo volume da trama desfiada, tornando mais evidente as formas criadas pela modelagem quebrada. Para pontuar o novo estilo, a marca elege o acid wash, lavagem trendy pertinente para a estação. Na Goldsign, a mesma lógica de inclusão do efeito cut off nos recortes é adotada, desta vez em fusão com o mix de tecidos e os resquícios da influência do blocked denim.


O efeito mais sutil da barra desmanchada é também recorrente nas coleções, podendo revelar camadas de lavagens em calças, e reservas de pigmento. Por fim, temos o ponto alto da linguagem nos macacões curtos e shorts, que mostram sua aparência mais atual através da formação de conjuntos com coletes ou jaquetas básicas. Tanto nos macacões quanto na dupla shorts + jaqueta ou colete, o grande apontamento para o efeito consiste na lógica de que a linguagem não se atém mais ao blue denim e ganha interpretações na aparência chic do branco, nas peças tingidas em cores vibrantes, nas paletas desbotadas e até mesmo nos toques resinados e emborrachados.

VIVIAN DAVID / FOTOS:REPRODUÇÃO