Macacões figuram como item essencial no Inverno 2016

Worker, farmer, vintage: todas, definições que até bem pouco tempo sintetizavam as

inspirações de visual dedicadas aos macacões. Hoje, apenas uma é suficiente para

referenciar a importância da peça nas coleções em denim: essencial.

Do que se conclui, que ao invés de um item esporádico nas araras, os

macacões passaram a constar mais numerosos e diversificados em

estilos, para atender à todas as exigências do guarda-­roupa global ­ incluindo variedade

de fits desejo, e apresentação de fisionomias receptivas aos principais diálogos de styling

da temporada.



Entre as reformulações mais representativas das tendências, estão as

versões onde o entrepernas relaxa suas medidas para atender à modelagem pantalona.

A silhueta resultante, varia em extremos dependendo dos complementos: do refinamento

maduro através do salto e do bico fino, ao mais desencanado look casual quando opta

pelo tênis. Ainda na atmosfera setentinha, os macacões apresentam

sua interpretação mais esguia e feminina no corte ajustado e na fusão com o desenho da

flare. É também dentro deste estilo, que o mesmo aparece mais estruturado em golas,

lapelas e bolsos quadrados externos incrementando as construções.



Já nas versões esportivas e casuais, o item se renova principalmente através dos

tingimentos, em associação com o tema empoderamento feminino, o qual aponta para

cartelas militares e para o black autêntico como tonalidades desejo. No

pretinho auto-­suficiente, a peça eleva sua leitura através do apelo de modernidade,

salientado pela aplicação de fechos aparentes e pelo design do gancho caído em atitude

bem­resolvida. Já no verde militar, atua como look fashion e imponente de efeito

imediato, independente das produções e acessórios acrescentados.



No que diz respeito ao styling, as versões cavadas que exigem

complementos adquirem visual feminino e maduro através das combinações com os

tricôs volumosos, e malhas caneladas. Já nas associações com a camisaria, tornam-­se

altivas e profissionais quando pontuadas por colarinhos e saltos. Por fim, reverenciam a

vocação desencanada da peça quando vestem t-­shirts listradas ou neutras e casuais.

Devido ao efeito desejo destas combinações, apesar da predominância do visual

worker onde a parte superior da peça lembra o desenho da camisa, o

i tem é receptivo às reformulações de alças, abotoamentos metalizados, e demais

alterações no desenho que possam apresentar com mais estilo, os itens básicos que irão

acompanhá-­lo. Confira o agrupamento direcional de nossa galeria.

VIVIAN DAVID | FOTOS: REPRODUÇÃO