Marc Jacobs se despede da Louis Vuitton com desfile épico

A notícia mais comentada de hoje é com certeza a saída de Marc Jacobs da maison francesa Louis Vuitton. O desfile dessa manhã, no último dia da temporada Primavera/Verão 2014 de Paris, teve ar de despedida e muitos aplausos para o adeus de Marc. Há 16 anos à frente da casa, Marc Jacobs com maestria reinventou a grife que, até sua entrada em 1997, era apenas uma marca de luxo de bolsas e malas de viagem.


Ele começou do zero a linha pret-à-porter, armou parcerias inteligentes e criativas com artistas plásticos que renderam coleções icônicas (lembram das bolsas com monogramas coloridos e da coleção de poá tamanho maxi?), colocou super modelos e atrizes nas passarelas e armou os mais fabulosos desfiles das semanas de moda. Foi com ar de celebração que o show de hoje recriou diversas cenografias dos seus diversos desfiles a frente da Louis Vuitton: os elevadores, o carrossel, a fonte, as escadas rolantes e os corredores da temporada passada, dessa vez tudo em preto.


O desfile de despedida, apesar da atmosfera monocromática, mostrou um Marc Jacobs grato aos seus anos em Paris. As roupas foram dedicadas às mulheres e pessoas que o inspiraram e o influenciaram durante esse tempo, incluindo musas do fashion design como Coco Chanel, Rei Kawakubo e Miuccia Prada. Na passarela, foi possível ver peças em referência aos designs dessas estilistas, além de vários hits que o extraordinário designer conseguiu emplacar a frente da maison francesa durante quase duas décadas.


As peças apresentadas, super trabalhadas com muitos bordados em cristais e penas brilhosas, lembravam as roupas das showgirls e à opulência dos anos 20. Todos os looks foram combinados com adornos de cabeça extravagantes feitos com penas de avestruz. A suntuosidade do desfile, no entanto, não deixou de lado o streetwear que apareceu nas jaquetas bikers, nos sapatos unanimemente sem salto e no jeans tanto em azul claro como em preto com patchworks. As peças em denim apareceram super trabalhas com cristais e bordados, combinadas com jaquetas e blazers, e outras lisas, usadas por baixo de um vestido delicado e trasparente ou com um cropped top bordado. A celebração do street-style americano por Marc Jacobs lembrou e muito a sua marca homônima, que receberá as devidas atenções com a sua saída da Louis Vuitton. A enfática referência ao jeito americano ganhou claro, toda a devoção da mídia patriótica Americana.


A modelo Eddie Campbell fez o circuito da passarela apenas pintada com o monograma LV, coberta com um pouco de cristais e acorrentada nas mãos e pés. Referência que fica por conta da imaginação de cada um, porém vale ressaltar que toda a trajetória de glórias, tem seus espinhos, controvérsias e desgostos. Quem ficará com o posto de Jacobs ainda não se sabe, mas com certeza, seja quem for, enfrentará muitos desafios e expectativas depois de tantos feitos e lucros milionários.

MARINA COLERATO | FOTOS: REPRODUÇÃO