MYR 4.0 é lançado em live com participação de Adriano Goldshmied

Na última semana, a MYR promoveu a transmissão ao vivo para lançar oficialmente o software MYR 4.0, sob comando de Ana Henkel, da Tecnidenim. O time de convidados contou com a presença de Adriano Goldshmied, profissional referência no segmento jeanswear, além do program manager Andrea Celato, o gerente de vendas Fernando Coin e a customizer service agent Vivian Rodrigues.

Adriano é um dos sócios do MYR 4.0, software voltado para a indústria do denim, e deu detalhes sobre o projeto. “Basicamente, o MYR é um software capaz de trazer em uma versão digital de um trabalho que era feito fisicamente, durante o desenvolvimento de produtos […] É um passo importante, a digitalização é a chave para o futuro“, indicou.

“O (diferencial do) MYR para mim é que não foi feito por técnicos, mas veio da experiência e grande conhecimento de parceiros e pessoas que operam na indústria denim. Está mais próximo de pessoas que devem utilizar o software”, completou o expert.

Na sequência, Ana Henkel questionou Goldshmied sobre quais os benefícios que o software pode trazer para uma empresa, e se pode torná-la mais competitiva no meio jeanswear. “Nossa indústria está entrando em uma nova era, que é a da digitalização. E, honestamente, é como dia e noite a diferença entre o passado e o futuro. O MYR pode dar uma visualização real do produto, eliminando custos e acelerando o desenvolvimento deste trabalho. Mais importante de tudo, pode fazer nosso trabalho, que no passado era quase particular, em algo que toda a indústria pode trabalhar em conjunto”, indicou ele.

A busca por práticas sustentáveis na indústria também foi um tópico ressaltado por Adriano Goldshmied. “Não existe nenhum progresso na sustentabilidade sem a tecnologia […] Sem dúvida, o digital é a junção perfeita entre o tecnologia e inovação. O MYR se torna, assim, um passo importante nessa direção”, indicou.

“Sustentabilidade não é apenas sobre uma fórmula ou um processo, é sobre melhorar toda a indústria. A digitalização, e a MYR especialmente, é um dos primeiros passos para isto”, completou.

Se voltando totalmente para o software, Andrea Celato apresentou especificações do MYR 4.0, ressaltando que o seu desenvolvimento foi feito do zero, tentando acertar o que não funcionava e adicionando novas ferramentas para os usuários.

Durante a transmissão ao vivo, foi apresentada a versão 2D do software, já que a 3D segue em finalização até aqui. Foram demonstradas duas opções: Sketch, desenho e customização em vetor, e Photo, que é feita a partir de fotografias e imagens de peças.

“Tanto em Sketch quanto em Photo, o MYR disponibiliza uma biblioteca completa que tem aproximadamente 7 mil elementos. Mas, é claro, que os usuários podem incluir seus próprios materiais, tecidos, desenhos, fotos, aviamentos”, explicou o program manager.

Entre outros destaques, há a adição de um scanner de alta resolução de textura aos tecidos em 3D, que permite uma visualização realista sobre a peça que está sendo desenvolvida. “Em um segundo, podemos criar novas ideias a partir de uma […] O MYR é simples, é fácil para criar, e você só precisa se concentrar na parte criativa do design. Nós vamos cuidar de todo o resto”, finalizou Andrea.

A transmissão completa você confere aqui.

Fonte: Redação | Foto: Reprodução