Novas aparências renovam os cerzidos no Inverno 2016

Rabiscos, arranhões, machucados e concertos. Somente em um exemplar de jeans tais características poderiam ser percebidas como verdadeiras “jogadas” de mestre para elevar o valor de moda em uma peça final. Na temporada de Inverno 2016, o apelo “hand made” do artifício alcança valor ainda maior nas coleções, recebendo especial atenção no planejamento das peças, e atuando como informação de moda principal no mix que segue a escola vintage.


O que a temporada apresenta são costuras com espaços mais fechados, mais repetições e desenhos de riscos paralelos, verticais, formato diamante ou ainda lembrando construção de tela. A lógica do puído, ou dos lixados, é levada às costuras, que são espalhadas no jeans ocupando espaços maiores e quase sempre, explorando as tonalidades do jeans batidão: branco, marinho ou sujinho. Para complementar o visual, as peças apresentam tampões em tonalidades azuis contrastantes e até mesmo malhas texturadas em paleta índigo lavada.


Destaque para o visual de exclusividade obtido pela associação de pespontos paralelos quebrados por travetes no mesmo tom. Por trás destes minuciosos e imperfeitos detalhes, constam discursos cada vez mais fortes no segmento jeanswear, como o apelo eco-friendly, o convite ao conforto, e o encanto da moda que propõe desapego. Nossa galeria oportuniza leituras trabalhadas, extremamente oportunas para embelezar o mix vintage do Inverno 2016 nacional, em especial peças como boyfriends, shorts, ou mesmo o outerwear da estação.


VIVIAN DAVID | FOTOS: EQUIPE GUIA JEANSWEAR