Novas formas de vestir para modelagens antigas

A escolha das modelagens que compõe um mix pode parecer elementar desde que a skinny se tornou a proposta predominante, no entanto, com a ênfase de todos os segmentos em uma moda mais funcional, volumes e folgas estão cada vez mais relacionados à produção de moda. A busca por novas leituras implica na busca por soluções que permitam vestir roupas essenciais, e mesmo “velhos conhecidos do guarda-roupa”, de uma forma diferente, como solução prática para renovar o visual.


No caso do jeans, esta “nova forma de vestir” a peça pode ser adquirida tanto em uma nova leitura dada por renovações do seu próprio volume, quanto na sua coordenação com os demais complementos do visual. Vestir um fit, com altura de gancho e ajuste de entrepernas visivelmente diferenciado, é capaz de renovar o mais básico dos looks, como a combinação t-shirt + five pockets. Da mesma forma, um sutil ajuste no entrepernas pode surtir grande efeito em um jeans, sem mudar tanto sua base de modelagem, por favorecer a composição de camadas e produções de moda singulares, como a combinação da peça com um vestido tal qual uma meia-calça.


Neste cenário, a diversidade de fits é favorável, e a versão bootcut se destaca por proporcionar um desenho diferente ao entrepernas, com um misse en scéne habilitado a renovar a leitura da moda de rua. A solução para os dilemas barra x comprimento parece ter sido amenizada através da interpretação mais sequinha, que proporciona ajustes de comprimento sem danos na harmonia da modelagem. Ainda no sortimento de shapes, o outro grande destaque é a boyfriend, que também ganha folgas mais discretas, e na fusão com versões inspiradas nos anos 90, sofre a influência da saudosa baggy com cinturas mais elevadas.


Já a necessidade de sobreposições e camadas conferem às calças ajustadas a leitura super-skinny, extremamente fiel ao desenho do corpo, a exemplo da marca Modstrom. No contraponto, temos também a modelagem pijama e o estilo cargo ocupando um importante espaço nas coleções, pontuando produções criativas e dialogando com a linha activewear. Por fim, como consequência da alfaiataria ocupando uma leitura cada vez mais esportiva nas coleções, temos a reta colocada de forma mais enfática e com apelo cool nas coleções, cumprindo o importante papel de acrescentar às produções alinhadas, discursos mais casuais e descompromissados.


ViVIAN DAVID / FOTOS:EQUIPE GUIAJEANSWEAR