Novos formatos para a lógica frayed são destaque no Verão 2017

Do toque de moda reservado ao detalhe, à linguagem predominante. É com essa

importante qualificação que o acabamento frayed aparece como um

efeito desejo na temporada de Verão 2017; dotado da capacidade de

alinhar qualquer peça confeccionada em denim ao conceito de luxo.



Jogado na skinny, o giro da barra desfiada sugerindo uma bainha desfeita é o ponto de

partida para o planejamento de reservas de pigmento encarregadas de “interromper” o

ritmo ao final do entrepernas. Em diversas larguras, o detalhe valoriza

os tornozelos e destaca o valor dos sapatos na produção, além de agregar leitura fashion

à coordenações simples e conhecidas do guarda-roupa essencial: logo, trata-­se de um

detalhe com apelo comercial legítimo e de simples aplicação para o desenvolvimento.

Ligeiro e sutil, é recorrente em shorts, saias mídi e em fits justos com jeitão casual ou

teenager. Já nas propostas mais maduras e rebuscadas, a sombra do pigmento é mais

larga e bem­resolvida.



Focando apenas o acréscimo do adjetivo “cool” proporcionado pela trama desmanchada

aparente, a linguagem é adotada dispensando o trabalho de nuances do tecido: neste

formato, é acabamento coringa de tendências como a cropped flare,

pantacourt; e ítens chave como a calça branca casual, ou o macacão black.



Voltando ao mix de calças, confirmando as adesões da moda de rua global recentemente

apontadas, a barra frayed torna-­se também alvo de experimentalismos

geométricos no próprio corte, valendo-­se dos formatos retos e quebrados para

formulação de uma espécie de efeito “mullet” no final da calça ­mais curta na frente e

mais longa atrás. A leitura final tem jeitão de alta moda, e é adotada tanto nas

modelagens ajustadas quanto nas atualizações das boyfriends rasgadinhas da

temporada.



Na aparência mais irregular e longa, o detalhe está presente tanto no

shortinho exigência da estação, quanto no mix formulado para a parte superior da

produção. Assim, blusas com gola estilo rulê, vestidos com mangas recortadas e

jaquetas curtinhas recebem a interferência como forma de elevar o estilo sem perder o

desenho original.

VIVIAN DAVID | FOTOS: REPRODUÇÃO