O poder do otimismo na moda brasileira

Brasileiro não desiste nunca e segue sempre com otimismo em meio às diferentes crises pelas quais já passou e ainda podem passar. Seguindo essa premissa e com o mote – “Amo Moda Amo Brasil”, começou no último sábado a edição de número 44 da São Paulo Fashion Week. O evento comandado por Paulo Borgese, que acontece há 22 anos, traz para essa edição 35 desfiles que ocorrem até quinta, dia 31 de agosto, em locais pela capital e no QG da semana de moda, a Bienal. Dessa vez o público pode contemplar cores em estampas e padronagens gráficas nas colunas do espaço, com inspiração no lambe-lambe, desenvolvidas pela ps.2 arquitetura + design e, que refletem essa alegria e otimismo do Brasil.


“O Brasil vive um momento delicado, contaminado por uma sucessão de notícias negativas que acabam compondo um quadro polarizado e excessivamente distorcido do país. O desgaste político e econômico que o país enfrenta, e que é algo que estamos vendo acontecer no mundo inteiro, afeta diretamente o espírito e o humor das pessoas. Mas é preciso colocar as coisas em perspectiva. Nós, o Brasil, não somos isso. Somos um país e uma nação de uma riqueza e uma diversidade ímpar. Não podemos ter vergonha do Brasil. O Brasil, o país, está muito acima disso tudo,” afirma Paulo Borges, diretor criativo do SPFW.


“Se os cenários político e econômico nos desafiam, não podemos perder de vista a nossa crença e a nossa autoestima. É ela que nos faz criar, empreender, investir, transformar sonhos e projetos em realidade, fazer acontecer, colocar as coisas em movimento. É nisso que acreditamos e esse sentimento é compartilhado por nossos parceiros, que são exemplos de perseverança, determinação e sucesso, exatamente porque tem essa crença no país”, completa Paulo Borges.


Espaços


Natura: a Natura mais uma vez investe no evento com um lounge os convidados podem fazer maquiagem, tirar fotos e conhecer os lançamentos da empresa que traz três novos batons da linha “Aquarela”. Outra novidade é o “Natura Ateliê” onde 16 pessoas comuns foram convidadas por uma equipe da cena fashion como Paulo Borges e o maquiador Marcos Costa a criar uma coleção colaborativa que será apresentada no último dia da SPFW com curadoria de Jackson Araújo e do estilista Apolinário, da marca Cemfreio.


A Mercedes-Benz recebe convidados e apresenta uma coleção inédita de peças e objetos. A Miller, opera um bar na entrada do SPFW e a TNT homenageia refugiados no Brasil na instalação “Meu mundo resiste aqui”. O fotógrafo Leo Faria, conhecido por retratar o street style nas principais semanas de moda trouxe sua mostra de fotografias Equals. O Palco Chilli Beans apresenta um line up diversificado durante todo o evento. Já a Microsoft realiza uma experiência com inteligência artificial. A partir da análise em relação ao “look do dia” de cada visitante, a Microsoft AI irá recomendar uma coleção. Para participar da ação, os visitantes devem tirar uma foto mostrando seu look no momento da experiência.


Moda brasileira


Muito mais do que apenas apresentar suas coleções em desfiles (que atualmente, por vezes, parece não ter mais sentido), deixar de lado as estações pré-estabelecidas, investir no see now, buy now ou focar no slow fashion, a moda brasileira está de olho mesmo em seu país, no empoderamento feminino, na igualdade de gêneros, raças, idades e estilos de vida, na valorização do artesanal, do pequeno produtor, da história por trás de cada peça, da sustentabilidade e, por fim, da moda criativa e colaborativa, onde todos mantém um único objetivo: resgatar a identidade brasileira com parcerias que valorizam a mão de obra nacional, a união e, também, é óbvio, o lucro de cada empresa.


Nessa pegada, temos visto várias marcas com foco na Amazônia, na fauna e flora brasileiras, em artistas como Tarsila do Amaral, na espiritualidade, leveza, mix de estilos e delicadeza de peças que passeiam entre os tons de rosa, blush, muito branco e acentos de laranja, açafrão, verdes e azuis. Peças confortáveis, volumes desconstruídos, a miscelânea do street e do sportswear e o romantismo dos vestidos chamam atenção nessa temporada.

VANESSA DE CASTRO | FOTOS: EQUIPE GUIA JEANSWEAR