O poder dos blogs e sites de influenciar o mundo fashion

Durante décadas, uma via rápida para o mundo da moda exige que o designer se inspire na moda de rua e a transforme em looks de passarela. Este processo tem resultado no desenvolvimento de estilos de referência de vários estilistas, como Calvin Klein, Jean Paul Gautier e Marc Jacobs. O conceito é simples, mesmo que a base têxtil não seja. Uma moda externa é simplesmente adotada e personalizada pelo designer. Estas são apoiadas por blogs e sites, que ajudam os fashionistas a conseguirem visuais únicos e desejados, que por sua vez, em um movimento cí­clico, podem servir de inspiração para os desfiles.

Os blogueiros em particular, especialmente os que possuem projeção, influenciam a moda com seu taste, paixão e dedicação. A internet deu poder a estes (na maioria) jovens para se tornarem mundialmente reconhecidos por sua contribuição para a própria cultura de moda. Na medida em que o acesso a imitações da passarela tornou-se generalizado, o anterior sistema fechado da high-fashion passou a ser quase transparente. As imagens dos mais recentes desfiles podem ser encontradas on-line, alterando drasticamente a diní¢mica de poder, e a ação por trás das imagens.

Naturalmente, nada disto seria possí­vel sem a internet. Os jovens estão í  vontade com a tecnologia e tirando proveito das tendências fashion que os influenciam. Explicado o contexto, transparece a questão: será que os fashionistas têm efetivamente um impacto na passarela, ou será apenas no fast fashion? Considerando que a maioria dos estilos apresentados nos desfiles não pode ser diretamente conseguidos pelas grandes redes de varejo, os blogueiros estão simplesmente tornando-os utilizáveis e os recriando.

As peças de alta-costura são muito difí­ceis de conseguir, ou muito caras, por isso, vemos aparecer uma variação de estilo de rua — o que é completamente inovador, na medida em que os seguidores de moda quase criam um estilo próprio. Encontra-se o cruzamento da moda influenciada pela passarela com a passarela influenciada pela moda de rua. Esta mudança dramática significa que a estrutura do setor vai passar do tradicional para novas tendências mais rapidamente, as quais podem ser facilmente recriadas para moda de rua.

Os designers uniram-se í s marcas para legitimar esta fuga de estilos e manter a estrutura dos segmentos. Um grande exemplo dessa modificação de papeis são as parceria de grandes nomes do mundo da moda com as redes de fast-fashion. Lá eles reproduzem um pouco da identidade de suas marcas, a um preço mais acessí­vel, e com grande influência do que veem nas ruas. E essas mini-coleções viram febres em blogs e sites de fashionistas, fazendo com que o cí­rculo vicioso volte a funcionar.

PORTUGAL TíŠXTIL | FOTOS: REPRODUí‡íƒO