O que vem por aí segundo as marcas

Ah, como é gostoso falar do verão….vestidos fluídos, longos ou curtos, maxi-estampas, maiôs para o fim de tarde, muitas folhagens, flores e estampas étnicas! Tudo isso e muito mais já foi observado em pré-lançamentos e, agora chega às passarelas do Rio de Janeiro, no primeiro e segundo dias de mais uma edição do Senac Rio Fashion Business.

Um perfume dos anos 70, com muitas pantalonas e comprimentos longos permearam as coleções de Carlos Miele e Victor Dzenk, que ainda buscou inspiração na Amazônia e sua cultura indígena mesclando moda praia chique, katans e calças com pregas.

Na grife jovem Maria Filó, tecidos leves, brilhos e tons frescos de coral, laranja, beges e amarelos. Já a designer Francesca Romana Diana abusou das cores de verão para criar colares enormes com muitas contas e voltas. Estavam lá o turquesa, azul escuro, lilás, laranja, verdes, do mais claro ao bandeira, preto e dourado.

Também muito colorida a coleção da Sta. Ephigênia abusou das estampas gráficas mescladas às listras, tudo bem exagerado, e com toques de praia em vestidos curtos ou longos esvoaçantes, terninhos descontruídos e calças de cintura alta. Já a Giulietta colocou na passarela tons esmaecidos e degradés de azuis mesclados aos beges, branco e preto, além de cores apasteladas, juntamente com delicados paetês em saias lápis, casaquetos e vestidos tubinhos com estampas mais discretas ou listras com um quê navy.

VANESSA DE CASTRO | FOTOS: REPRODUÇÃO