Ornamentos, brilhos e profundidade são destaques no denim

Denim mais ornamental e trabalhado sem temor: por flores bordadas, correntes e

vazados ou pespontos e visual jacquard. Já no mix, destaque para a saia evasé

pontuada por texturas, estilo cargo revigorado por cores; e na parte superior do look:

fechos em evidência e golas estruturadas. Estes foram alguns apontamentos colocados

pela semana de moda de Milão, para a temporada equivalente ao

Inverno 2017.



Roberto Cavalli ­ sempre uma influência forte para o jeans, trouxe como sempre um

denim mais enfeitado e exótico; especialmente na versão da flare decorada por bordados

ou por corajosas quebras de pigmento conferidas por reservas de cor. O fit foi

praticamente onipresente nas interpretações, ampliando­-se para o menswear. Além do

jeans lavado em tons médios, a grife colocou em evidência o combo dourado metalizado

combinado à camisa denim para elas, e a aparência jacquard para

algumas calças.


Cavalli propôs ainda casaco com jeitão de trench­coat, ornamentados

por mini bordados e filigranas nos punhos; sendo que o outerwear da marca encontrou

seu ponto alto na versão do longo sobretudo: item que sublinhou a importância de

agasalhos imponentes para comandar a ideia de empoderamento na estação. O índigo

colocado com perfume exótico relacionado ao clima boho e à uma aparência mais

enfeitada, também foi tópico da marca Fay, que associou o outerwear

em denim à complementos estampados e franjas; e ainda reforçou a ideia do bordado

floral como esboço pertinente para elevar a leitura do material, que foi proposto

associado às peles.



Dondup trouxe elementos inspiracionais repletos de afinidades para

as coleções com foco na moda de rua e no público teenager: cropped associada à

coturnos, e o formato circular atuando como design predominante para alteração do

jeans. Note-­se que os círculos já apareceram nos outros desfiles da temporada, no

formato de patches. Na Dondup no entanto, o formato é vazado e contornado por

correntes que se desenvolvem em franjas ao longo da superfície.



Diesel Black Gold também apontou para o valor de um jeans mais

trabalhado e decorativo, libertando­-se do black predominante e da referência biker e

destacando o marinho. Entre os elementos trabalhados, a marca apostou nas cinturas

elevadas, nos ombros redondos, nos pespontos em matelassê e no entrepernas

quebrado em listras; construção obtida a partir de materiais com toque plastificado ou

aparência aveludada, eventualmente reproduzindo o brilho do lurex: resultado que

agregou profundidade e densidade ao mix de tecidos. Anos 80 foi também tópico do

desfile, na medida que alterou as modelagens em uma leitura próxima à baggy sequinha.

No mix de blusas, a parte superior definida pelo fecho frontal e gola padre foi reforçada

na coleção.



Por fim, na Dsquared2 o visual cargo reformulado foi o tópico de

produções femininas e acinturadas. Os bolsos de colocação baixa adotaram a

construção fole mais volumosa alterada por cores vivas como o vermelho aurora, ou

vivos em tom mostarda. A idéia da sobreposição de barras com diferenças na medida de

comprimento expostas como valor de styling, também apareceu, juntamente com a

associação do denim com aspecto uniforme a tecidos nobres e cintilantes, continuando a

sugestão da ideia de densidade agregando valor chic ao tecido,destacada também na

Diesel.

VIVIAN DAVID | FOTOS: REPRODUÇÃO