Paris reafirma retorno do denim conceitual com habilidade de diferenciação no look

Conceito: esse foi o diferencial estético conferido ao jeans que coordenou as coleções ready-to-wear de Paris. Calças exóticas, alteradas na forma por patches; ou shapes triviais embelezados por bordados e aplicações, confirmaram-se como tendências direcionais. Mas, se nos demais centros de moda formas e volumes foram oitentistas – exagerados pelo luxo ou elevados pelo rezo; no território francês ele se diferenciou pela intensidade com que proclamou discursos e inspirações. Com Vandervost, o caimento reto foi pureza, alando-se no significado pacífico das pombas; com Alexander McQueem, foi mitologia escocesa, narrado por peças decorativas; com Julia Watanabe, mostrou fluência nas tribos mais subversivas do streetwear; e nas versões onde se apresentou mais simples, ousou mais na atitude sedutora – a exemplo do visual fatal proposto por Alexandre Vauthier.



O jeans oversized, com entrepernas arqueados – atual hino da ênfase na cultura de rua que será referência forte na estação de Verão 2018; foi destacada como uma base plural para as composições com pegada streetwear. Lembrando que nas trilhas urbanas da próxima temporada de calor, teremos denim, tênis, sleepwear, babados, transparências e mangas bufantes convivendo com naturalidade em um mesmo look.


O visual upcycling, por sua vez, permanece uma linguagem muito presente no denim como um todo: inspirando formas irregulares em saias longas, cortes displicentes em bermudas, jeitão de peça reaproveitada em coletes, e a rebeldia ripped nas modelagens skinny. Desta mesma referência, a passarela colocou em evidência o apelo cativante do jeans rabiscado com mensagens positivas, e as lavagens batidas e macias enternecidas por aplicações retrô, a exemplo de Paul & Joe.



As lavagens ácidas foram outro ponto alto e pertinente para influenciar as próximas coleções: levadas ao outerwear com estética minimalista, criaram um contraponto entre limpeza de formas e excesso de texturas, com apelo funcional tanto para o look casual quanto esportivo. E por falar em formas – em Paris os babados pomposos com jeitão de haute-couture migraram para as barras do jeans; somando balanço à bainha da modelagem flare, e experiência de saia aos shorts.


Com o fechamento da temporada ready-to-wear Verão 2017 internacional em Paris, o line-up oficial das tendências reafirmou que haverá pouco espaço para o jeans repetível e uma grande demanda pelas interpretações em denim capazes de transmitir com autonomia, diferenciação no look urbano.

VIVIAN DAVID | FOTOS: REPRODUÇÃO