Patches saem do quadrado e migram para novos formatos

Informação de moda: ao que tudo indica, é isto o que o guarda­roupa do consumidor

amante de jeans está pedindo. E o grande detalhe que representa o

ponto de partida para atender a este desejo coletivo, é o patch. Mas desta vez, ele

literalmente “sai do seu quadrado” migrando para novos formatos, como o circular ou

mesmo o biker; além de transitar entre as mais diversas referências presentes no Inverno

2017.



Representando a influência da moda essencial e da relação de afeto causada pelo

jeans de estimação, temos as reservas de pigmento, cerzidos e

tampões propondo diálogos com as referências dos anos 90 e do

grunge. Neste formato, o jeans recebe tanto as nuances do jeans quanto remendos

coloridos. Ainda sob influência da mesma década, temos a presença de itens como

jaquetas e camisas decoradas em patches de bandas de rock e logotipos coloridos.



A grande sacada da estação, no entanto, é a fusão da proposta dos

patches com a leitura do estilo biker. De tal alquimia,

resultam peças com apelo esportivo: mérito principalmente da interpretação em tecidos

leves, fits relaxados, e da fusão da ideia da aplicação em tons diversos com recortes na

área dos joelhos, e interferências contrastantes sugerindo performance.



Os anos 70, por sua vez, induzem à interpretações mais excessivas do artifício,

lembrando mosaicos formados por diversas nuances. É neste tópico,

que aparece a associação da linguagem com cerzidos, respingos, bem como a novidade

do formato oval transformando a leitura do jeitão de remendo, para um resultado final

mais decorativo e feminino. Confira as imagens agrupadas em nossa galeria

inspiracional.

VIVIAN DAVID | FOTOS: EQUIPE GUIA JEANSWEAR