Pesquisa aponta WhatsApp como principal canal de vendas diretas do Brasil

Em meio a comércios fechados e preocupações por conta da crise causada pelo novo coronavírus, a Covid-19, o WhatApp se tornou o principal canal dos empreendedores independentes do setor de vendas diretas no país. De acordo com pesquisa nacional de perfil dos empreendedores, desenvolvida por uma consultoria independente a pedido da Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD), o aplicativo é utilizado por 84,7% do setor, representado por revendedores, consultores, distribuidores, entre outros.

O levantamento teve como foco os revendedores de produtos de venda direta, analisando todos os estados do país via internet, em formato de questionário estruturado. Todas as perguntas se referiam ao ano de 2019.

“Podemos verificar que, pela época de sua realização, o estudo não teve influência da atual situação da pandemia e da quarentena. Claro que ficamos muito satisfeitos em saber que os empreendedores independentes estão mais atuantes no meio digital, atitude que se adapta perfeitamente ao momento que estamos vivendo. Assim, eles podem continuar atuando sem correr riscos e nem oferecer riscos para os seus clientes”, afirmou Adriana Colloca, presidente executiva da ABEVD.

O estudo também aponta que empreendedores também utilizam outras mídias sociais para divulgar e vender seus produtos, com 79,8% dos entrevistados afirmaram que utilizam o Facebook ou Instagram para apresentar lançamentos das empresas que representam.

Já quanto questionados sobre qual a forma/local em que mais vendem produtos, a internet foi a resposta de 60% deles. A residência do cliente ainda é um local importante para os revendedores, sendo eleito como o terceiro local que mais vendem produtos.

Além disso, 69,1% dos empreendedores afirmaram que o site da empresa é o principal canal de pedidos para eles. O dado indica que a digitalização também está ressaltada nas empresas, e não apenas entre os seus representantes.

Fonte: Redação | Foto: Reprodução