Projeto LAB apresenta prodígios da moda

Abrindo os desfiles do segundo dia do Projeto Lab, Igor Dadona apresentou uma coleção masculina em preto e branco. O destaque ficou para o mix de tecidos e para os moletons com bordados. As jaquetas bombers deram o apelo sportwear à coleção, que apesar da elegância do preto e branco e referências à alfaiataria, ganhou ares de streetwear com o mix bem executado de itens comerciais.


Em seguida, Gustavo Carvalho se inspirou nas obras da artista brasileira Lygia Clarck e em suas formas amplas e geométricas. Em uma coleção minimalista, as partes de cima ganharam formas expandidas e o detalhe dos moletons amarrados na cintura com nós cuidadosamente formando laços, chamou atenção.


A Tilda apostou nos longos, com saias sereias e tecidos inusitados. Um dos poucos mini vestidos preto e branco, com aplicações em forma de escama, foi uma das peças que mais se destacou na passarela juntamente com o vestido longo laranja, com pegada sportwear.


Encerrando as apresentações do Projeto Lab na noite, a marca Gralias de Grazia Cavalcanti e Julia Guglielmetti surpreendeu desde o começo, com a trilha sonora de Thiago Drummond. A coleção inspirada na brincadeira de Jokenpô (janken-pon) não economizou em cores e estampas, brincou com texturas e misturou rigidez com itens fluidos.

MARINA COLERATO | FOTOS: AGÊNCIA FOTOSITE