Renner inova em canal omnichannel e instala vending machine no metrô

Onde posso encontrar minha marca de roupas preferida? Nas lojas, e-commerce, direto no WhatsApp do vendedor. E agora, também nas estações do metrô.

Em mais uma ação inovadora, a Renner acaba de instalar uma vending machine em uma estação de metrô de São Paulo. Até o final deste ano, a varejista deve ampliar a experiência para outras localidades, sempre com foco em utilizar a tecnologia e a digitalização para oferecer uma jornada de compra cada vez mais conectada ao dia a dia do cliente.

A primeira máquina foi instalada na área de embarque da estação São Bento do metrô paulista, com um mix de produtos selecionado para atender às necessidades dos consumidores que desejam praticidade, agilidade e conveniência e, disponibiliza produtos como camisetas básicas femininas e masculinas, máscaras de tecido, frascos de álcool em gel, além de acessórios como lenços para pescoço. Para efetuar a compra, o cliente deve selecionar o produto desejado, cor e tamanho, utilizando o painel digital. O pagamento pode ser feito com cartão de crédito ou débito.

Nos últimos meses, a varejista fortaleceu sua operação online e acelerou o processo de transformação digital, engajando equipes, antecipando iniciativas e desenvolvendo soluções em tempo recorde, oferecendo uma experiência omnichannel abrangente e encantadora.

“A implementação desta primeira vending machine saiu do papel rapidamente. Em cerca de um mês e meio, desenvolvemos o projeto e fizemos a instalação. O objetivo é que os clientes tenham fácil acesso a produtos que atendem necessidades básicas do dia a dia de quem tem uma rotina na rua”, diz o diretor de Produto da Lojas Renner, Henry Costa.

A Renner planeja expandir a novidade ainda em 2020 para mais estações de Metrô e também áreas de conveniência, como aeroportos, universidades e academias, além de shoppings onde a marca ainda não está presente.

Dentro do processo de transformação digital da varejista, as vending machines se somam a uma série de iniciativas que a Renner passou a oferecer para facilitar a experiência dos consumidores e ampliar seus canais de venda. São projetos originalmente previstos para os próximos anos e que foram postos em prática em tempo recorde, já com resultados promissores.

Um dos exemplos é a venda por WhatsApp, desenvolvida e colocada em funcionamento em cerca de uma semana, com um piloto na cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, e que agora já está disponível em cerca de 60 praças, bem como em cidades onde a Renner opera na Argentina e no Uruguai. As vendas pela modalidade já quadruplicaram desde o lançamento, em abril.

A Renner também conta com o Minha Sacola, que permite que qualquer pessoa inscrita em uma plataforma parceira de marketing de afiliados anuncie produtos da Renner publicando links em suas próprias redes sociais e grupos de celular. O projeto foi desenvolvido em cerca de uma semana e já soma mais de 15 mil afiliados ativos.

Além disso, a marca ainda disponibiliza o Ligue e Compre, que oferece atendimento personalizado por telefone para efetuar compras no e-commerce; o Fashion Delivery, no qual clientes identificados como heavy users da marca recebem produtos selecionados em casa de acordo com seu histórico de consumo; e o Ship from Store, sistema baseado em IA que identifica a localização do consumidor e recorre aos estoques das lojas mais próximas – ao invés dos CDs -, o que acelera o processo de entrega dos produtos vendidos pelo e-commerce.

Fonte: Redação | Foto: Divulgação