Repertório criativo para todas as etnias na UNIQLO

Uniqlo: uma contração de Unique Clothing (roupas únicas). Uma marca made for all planejada para vestir todas as pessoas independentemente de etnia, idade, profissão ou sexo. Veste dentro do conceito cheap and chic desde os tipos asiáticos incomuns até europeus altos de olhos azuis. Podemos pensar que o público da marca é nada mais nada menos do que uma grande nação miscigenada que cultua a atitude jovem.



Praticamente um Target brasileiro onde o cheap and chic se faz quase uma necessidade devido ao poder de compra de nossa realidade local. E com tantas afinidades para com o mercado consumidor brasileiro, torna-se extremamente pertinente analisar as coleções deste case de sucesso incluindo-o na pesquisa de mercado que precede e norteia o desenvolvimento das coleções.



Um dos grandes desafios de quem deseja planejar uma coleção `made for all` é como comunicar tal conceito no lookbook. No exemplar de primavera/verão da marca o agrupamento de modelos de diferentes descendências em diversas fotos reforça tal posicionamento: loiros, morenos, ruivas e mechas coloridas ao estilo da irreverência trendy asiática. Mas a roupa essa é versátil e com jeitão de todo dia. Os agrupamentos “miscigenados” também conferem atitude e contemporainedade à marca.



Quanto ao mix jeanswear da coleção, nota-se uma grande ênfase nos tons coloridos e aquarelados tanto nas calças quanto jaquetas, camisas e casacos estilo tuxedo. Uma cartela que já foi antecipada na explosão de cores da edição da Bread&Butter equivalente ao verão 2014 nacional. A paleta “faded color” incluiu em seu repertório jaquetas básicas cropped, calças e bermudas casuais masculinas, skinnies femininas entre outros ítens. O índigo também foi explorado em looks denim-on-denim. Destaque também para camisas e o “tuxedo” (casaco formal para o dia – leia-se paletó de jeans) em denim leve e tratamento amaciado ou novamente na versão colorida. O mix de bottons reforçou também as calças estampadas para elas.


Jeitão homewear em volumes irreverentes e confortáveis nas bermudas e croppeds largonas que propõe uma modelagem híbrida com as maxi-pantalonas. Um tipo pijamão de vanguarda por aqui tal modelagem veste bem o beachwear chic, e tem potencial para renovar o navy. Nos demais targets vaidosos e apegados à silhueta, é preciso enfeitar e jogar um certo “charminho” na peça para a adaptação dos gostos e preferências nacionais.



Para o público masculino, destaque para a estampa de lenço renovando o mix de camisas pólo, bem como as elegantes listras navy renovadas por mangas de cores assimétricas equilibradas por ribana da mesma cor e principalmente as bermudas casuais mais curtas e coloridas seguindo a atmosfera lúdica da temporada. A cartela de estampas masculina está mais diversificada e decorativa. Confira as imagens com comentários seletivos.


ViVIAN DAVID / FOTOS: REPRODUÇÃO