Segundo dia apresenta Salvador Dali e referências dos veteranos do evento.

O segundo dia da Casa de Criadores (15/10) começou com o desfile do projeto Art Experience, patrocinado pela marca francesa de perfumes Le Parfums Salvador Dali. A iniciativa, que tem como objetivo divulgar novos talentos assim como atrelar marcas a profissionais já conceituados, teve como inspiração o universo surrealista do artista Salvador Dali. Os criadores tiveram como referência uma sessão de fotos que remetiam a arte de Dali e o look mais criativo, ganhou uma viagem para conhecer o museu de um dos mais reconhecidos artista surreal, nos EUA.

Quem deu início aos desfiles do line-up Casa de Criadores foi Arnaldo Ventura, que se inspirou no futebol e misturou alfaiataria com peças de sportwear. As sandálias amarelas usadas com meias foram assinadas por Jorge Bischooff. A coleção ganhou ares femininos com toques de transparência e cropped tops.

Danilo Costa apostou no decorativismo e abusou dos conjuntos estampados que apareceram em meio à looks mais sóbrios. As jaquetas bombers apareceram tanto para o feminino quanto para o masculino e a variedade de opções de peças, deu à coleção oportunidades comerciais. O estilista misturou o estilo preepy com o lado esportivo, resultando em uma coleção despretenciosa.

Já a marca de Yoon Hee Lee foi oposta à corrente e apostou no flúor. Rendas pink e verdes se misturavam à estampas de gatinhos e inspirações florais. Muitas cores e saltos extremamente altos chamaram atenção na coleção da estilista coreana. A transparência ousada que deixava calcinhas a mostras e os tamanhos mini, contrabalancearam com a inspiração infantil do neon e das pelúcias.

Para encerrar o dia, Rober Dognani buscou inspiração no oriente médio e nas burcas para apresentar uma coleção sóbria, pontuada por tecidos brilhosos e que se dividiu em uma parte com itens mais estruturados e em outra, com peças mais fluidas. O trabalho de bordado chamou atenção assim como a contradição de modelos completamente nuas por debaixo de burcas transparentes e recortadas. A cartela de cores permaneceu neutra, em tons de preto e cinza.

Por: Marina Colerato | Fotos: Marcelo Soubhia/ FOTOSITE