Senai Cetiqt recebe reconhecimento por responsabilidade social

Referência em tecnologia, consultoria e formação de profissionais qualificados para o setor têxtil, o Senai Cetiqt conquistou o “Selo Instituição Socialmente Responsável“, concedido pela Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES), por sua participação na 15ª Campanha da Responsabilidade Social do Ensino Superior Particular. Além disto, a instituição também ganhou o “Selo Social” por seu comprometimento com a responsabilidade social, concedido pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos.

Durante a Semana de Responsabilidade Social, realizada no campus da Barra da Tijuca do Senai Cetiqt, a instituição promoveu várias ações ligadas ao tema. Alunos e visitantes participaram, dentre outras atividades, da oficina “Praticando Responsabilidade Social” e da palestra “Negócio Social”, que abordou questões importantes sobre Plataforma Colaborativa, Comércio Justo e Redes do Bem. Também foi exibido clipe dos trabalhos de responsabilidade social desenvolvidos pelos alunos na Rede Asta e no Amparo Tereza Cristina.

O selo da ABMES conquistado pode ser utilizado pelo Senai Cetiqt, a partir de agora, em todos os materiais de divulgação da instituição, como jornais, livros, revistas, folders, cartazes, camisas, sites, e-mails, redes sociais, emissoras de TV e afins. Vale destacar que a ABMES representa o Ensino Superior particular e atua junto ao Governo e Congresso Nacional em prol dos interesses legítimos das instituições educacionais, mantendo seus associados informados, em primeira mão, sobre as principais diretrizes e conquistas do setor.

Já o “Selo Social de Instituição Comprometida com a Responsabilidade Social” foi concedido ao Senai Cetiqt pelo apoio ao festival Desculpe Incomodar, que aconteceu em diversos pontos do Rio de Janeiro. As professoras Cristiane Santos e Diva Costa atuaram junto à produção do Desfile Miss e Mister Rua, que fechou a programação do festival, no Museu do Amanhã.

Os estudantes de Produção de Moda da instituição apoiaram a pré-produção do desfile, customizando botas de segurança e calças de uniformes que seriam descartadas por empresas do Rio de Janeiro. Eles também realizaram a curadoria das peças que seriam apresentadas ao público e participaram da prova de roupa junto aos modelos.

Já no dia do evento, os alunos também participaram da montagem do camarim, da passarela e da preparação dos modelos para o desfile/concurso. Todas as peças apresentadas foram cedidas pelo Empório Almir França, idealizador do projeto EcoModa.

Fonte: Redação | Foto: Reprodução