Tendência Athleisure aponta novas direções para o denim

Estamos vivendo uma era onde comportamentos de consumo estão sendo

cada vez mais revistos e, com isso, o jeans, item que

deveria constar no topo da lista de aquisições dos jovens, de acordo com

diversas fontes de pesquisa globais, vem perdendo preferência no cenário

internacional. A grande “mordida” de mercado desta vez vem do aumento

crescente da preferência de consumo pela moda casual que fala sobre

conforto, movimento, pressa e acima de tudo: conveniência. Estamos

falando da tendência intitulada “Athleisure”, inspirada na

indumentária própria da Yoga, que propõe a moda activewear de tal

maneira que esteja habilitada a transitar fora do ambiente academia.



A expressão já vinha sendo mencionada no ano passado, mas como uma

tendência duvidosa. Atualmente vem ganhando força devido à algumas

constatações publicadas por pesquisas de fontes confiáveis, entre elas um

levantamento feito pela companhia financeira Piper Jaffray, o qual constatou

que nos últimos dois anos, as marcas prediletas das adolescentes

americanas que antes giravam em torno de nomes como

Guess, American Eagle, Miss

Me Jeans e True Religion passaram a orbitar ao

redor de nomes relacionados à moda esportiva, como

Nike, Lululemon, Gap’s Athleta

Brand e Urban Outfitters. Somado à isso, o

resultado de uma pesquisa de mercado realizada pelo NPD Group,

constatou que as vendas de jeans tem caído cerca de 6% ano após ano.

Reforçando ainda tal cenário, temos a influente declaração deixada pela

diretora executiva do grupo TAG (Telsey Advisory Group),

Dana Telsey, que afirmou em entrevista que de acordo com as pesquisas

recentes da companhia, “tudo o que é dotado de flexibilidade atlética

reflete uma grande tendência.” Ainda de acordo com Dana “As

roupas de ginástica e atividade física certamente, correspondem

ao novo look todo-­o-­dia e isto está acontecendo independente da

idade que as pessoas tem”. É fato: existem dados e pesquisas

apontando essa movimentação, mas basta olhar a forma como os

jovens estão se vestindo, bem como as mães que passam o dia

todo com roupas de ginástica, para que possamos concluir que tal

hábito, cresce também em território nacional. Sintetizando, o que o

mercado anuncia, é que junto com as peças esportivas, a calça

legging atualmente é a grande rival da calça jeans; e a principal

reação que o segmento deve demonstrar para manter sua

estabilidade, é tornar­-se, ele mesmo, capaz de se apresentar­-se

tão flexível e esportiva quanto esta.



Antecipando uma reação à esta nova realidade, as marcas

internacionais vem anunciando todo um sortimento de

lançamentos; nesta lista, temos o exemplo da gigante

Uniqlo, que lançou recentemente a calça denim

yoga jeans por U$40 dólares, em um modelo simples com

elastano de desempenho superior. A composição também veio

diferenciada: maior percentual de poliéster, e redução no espaço

dedicado ao algodão dos convencionais 92% para 66%. A peça no

entanto, foi reprovada pelo jornal The Guardian,

que realizou um test-­drive e concluiu que apesar da flexibilidade o

modelo apertava a área do joelho, e lembrava demais o visual

jeans para andar pela rua. A ideia da tendência é realmente

ostentar o look ginástica como uma aparência chic.



Já a Diesel saiu mais bem sucedida deste

mesmo desafio, através da coleção Diesel Actyvista, que

realmente elevou a tendência Athleisure para

outro nível. As peças adotaram com maior coragem cortes e

formas relacionados às roupas de atividade física, lembrando de

forma direta características como flexibilidade e performance. Mas

acima de tudo, resultaram em um visual fitness mais elevado,

habilitado a se desdobrar em looks tendência fora do contexto

ginástica. Uma camisa jeans por cima, ou uma jaqueta, sapato de

bico fino e a leitura se transforma em um visual apto ao trabalho.



Além dos modelos lançados, a tendência Athleisure demonstra

crescimento em termos de influência: será também o tema­-desafio

da quarta edição do Denimsandjeans.com em Bangladesh,

que acontecerá entre os dias 7 e 8 de outubro, e apresenta como tema-
desafio aos jogadores do universo denim justamente a imagem de um

playground denim, contextualizando a proposta de reunir expositores

renomados como Orta Anadolu, Soorty, US Denim e Vicunha

Textil S.A. focando justamente inovações relativas ao desempenho do

material com relação à prática de esportes e movimento. Trata-­se de uma

feira que está crescendo em termos de influência: a última edição contou

com a presença de do padrinho do segmento denim,­ Adriano Goldshmied, ­

além de 400 companhias visitantes, varejistas de forte reputação, fábricas,

lojistas, e marcas, dentre as quais podemos citar Tesco,

Tom Tailor, C&A,

Inditex, H&M, Target,

e Esprit entre outras.



Considerando que para que uma tendência possa testar

seu próprio ciclo de vida precisa primeiramente existir no formato matéria-
prima; seu retorno para a base de lançamentos no formado

tema/influência/desafio representa uma forte evidência de crescimento.

Neste caso, devidamente fundamentada por resultados de pesquisa de

comportamento e mercado. Por fim, para as grifes nacionais, fica o alerta de

incluir na lista de concorrentes a se observar, as marcas de roupas de

ginástica, bem como acompanhá­-las a título também de inspiração,

somando influências ao campo do design e desenvolvimento de produto.

VIVIAN DAVID | FOTOS: REPRODUÇÃO