Tudo sobre a Fenin Fashion Gramado, primeira feira têxtil presencial de 2021

O primeiro passo para a retomada das feiras presenciais em 2021 foi dado. A Fenin Fashion Gramado Outono/Inverno 2021, foi o primeiro evento têxtil do ano que abriu suas portas ao público. Com a iniciativa, a feira proporcionou ao lojista visitante a retomada daquele insubstituível ritual envolvendo toque e manipulação de mostruário, tão eficiente para reparar a qualidade das costuras, e tirar dúvidas negociando olho no olho com um representante comercial.

O evento, que teve início nesta terça-feira  e segue acontecendo até o dia 29 de janeiro, no Serra Park, computa no currículo a vitória de ser a primeira feira da indústria têxtil brasileira realizada presencialmente em um ano.

Iniciando o primeiro dia com uma movimentação discreta, a feira foi se aquecendo ao longo da tarde, quando se mostrou bastante ativa considerando o cenário pandêmico. O segundo dia, no entanto, teve frequência menor, em parte devido à chuva forte.

Os protocolos de segurança foram vários: a inscrição foi feita exclusivamente online e a credencial impressa pelo próprio visitante, que precisava apenas retirar o crachá na entrada. Além disso, a temperatura dos visitantes era verificada antes da permissão para entrada.

Os lojistas que visitaram a feira estavam otimistas com a oportunidade de realizar os negócios em um evento presencial. ‘“A feira presencial é muito importante, pois comprar peças online é muito difícil”, opinou Tiago Lacerda, lojista de Minas Gerais. “Principalmente quando se compra quantidade e para outra pessoa, aí é que compra presencial é ainda mais importante para reduzir a margem de erro”, explicou.

Habituado a realizar seus pedidos na edição paulista da feira, Tiago contou que optou pela primeira pela Fenin de Gramado devido à data mais antecipada com relação à edição de São Paulo, que foi transferida para o dia 1 até 3 de março.

Ao longo dos corredores da feira, havia mesas com álcool gel, estrategicamente distribuídas para que os visitantes pudessem higienizar as mãos. O espaço da Crocker Jeans, contava ainda com uma cabine de desinfecção logo na entrada do stand. O agrupamento de expositores com foco no jeans, contou ainda com a presença das marcas Consciência Jeans, Dixie Jeans, Pacific Blue, Blue Bird, Miss Blue, Ilícito The Jeans Original, Nicoboco, Happiness e Lemier Jeans, que estava expondo pela primeira vez na Fenin.

Para os expositores, a participação no evento em formato presencial também foi vantagem. “Além das vendas, temos a visibilidade da marca, nossos clientes fazendo contato, e o pós-venda que é o mais importante”, opinou Tatiana Nakayama, estilista da marca Happiness.

Tendências

O equilíbrio entre conforto e estilo foi a grande busca dos lojistas nas marcas onde o denim representava o carro-chefe das coleções. “Apesar das tendências das mangas bufantes, mangas princesas e shapes despojados, o que observamos é que o que mais está vendendo são as peças confortáveis, com tecidos como denim moletom e tencel na composição,” explicou Tatiana Nakayama.

Diversas fisionomias destacaram essa direção nas araras. Uma das mais recorrentes, consistiu no agasalho quebra-vento com zíper, interpretado por denim. Na Consciência Jeans, a proposta veio acompanhada por capuz e pele sintética no interior.

Já a Lemier Jeans, sugeriu o modelo em material leve, mesclando denim ao Tencel. Parkas de denim moletom, calças jogger em diversos estilos e composições também foram recorrentes nas coleções das marcas Miss Blue, Ilícito The Jeans Original e Hapiness, com frequência ofertados em combo com a jaqueta com zíper. Saias longas, blusas lembrando moletom adornadas por babados e pantalonas também foram destaque nas coleções.

Hub de inovação

Em parceria com a Associação Gaúcha de Startups (AGS), o hub de inovação i.nova Fenin novamente incluiu um agrupamento de startups interessantes para o varejo e industria de moda. Entre elas a Demandar, com soluções para a distribuição do atacado e indústria, e a WebGlobal, que oferece o monitoramento de compras online como ferramentas de apoio para decisão de preço e mix.

A Lemonapp agregou ao seu mix de soluções digitais a ativação de comportamento de consumo, proporcionando assim a recuperação de clientes por análise de big data e sugestão de mensagem padrão. Ainda entre as startups presentes no hub de inovação, constaram a Bimachine, Suiteshare, Try Out, Shasta, Bluday, Slap Law, Funnil, ComoRegistrar, Kiskadi, Colocker eSmart Composer VR.

Neste ano, a Fenin está com um novo site, produzido em parceria com a consultoria de moda Fashion Ideas. Uma revista online também está sendo lançada durante o evento e o conteúdo pode ser acessado em www.fenin.com.br.

Fonte: Vivian David | Fotos: Equipe Guia JeansWear