Uma nova percepção de luxo para o jeanswear masculino

Atualmente a demanda por coleções eco-friendly dentro do mix de lançamentos do segmento jeanswear além de suprir uma necessidade real – fruto de uma visão mais consciente de consumo que já se inicia e que cobra da indústria índigo suas responsabilidades – é também a antecipação de uma nova percepção de luxo principalmente para o segmento masculino. Os consumidores, pouco a pouco, começam a incluir como um precioso desejo o consumo sustentável e a paz de consciência frente aos problemas ambientais.


Como consequência, o denim, assim como muitos produtos de consumo do nosso tempo, está ficando cada vez mais “verde”. Diversas marcas icônicas do universo índigo sinalizam esse novo “paradigma: a Levis através da linha Wasteless, Wrangler com a linha Eco-treated denim, e agora um dos maiores fornecedores de jeans da Asia, Jack&Jones,está também introduzindo uma coleção sustentável que minimiza o uso de água e energia e reduz os impactos ambientais.



Para as marcas nacionais que buscam introduzir ou aprimorar lançamentos semelhantes em sua coleção, segue uma descrição do processo da linha Low Impact denim, da Jack&Jones, como uma inspiradora referência.


A linha usa a inovação a lazer com a tecnologia do gás ozônio natural no processo de acabamento para desgastar o denim. O consumo de água é reduzida em no mínimo 40% com relação às produções convecionais. A marca usa também alguns tecidos fabricados pela Better Cotton onde o algodão é cultivado de um modo mais sustentável com redução de fertilizantes, pesticidas, uso responsável da água e focando em melhores condições de trabalho aos fazendeiros.


Para minimizar o desperdício sobras e cortes que geralmente são descartados são cortados e reutilizados para produzir o tecido. Para calcular os atuais desperdícios evitados, Jack&Jones aliaram-se à SGS – Companhia que é lider mundial em inspeção, verificação, teste e certificação – a qual visita a lavanderia e inspeciona a produção garantindo que o processo realmente mereça o rótulo de “eco-friendly”.


VIVIAN DAVID | FOTO: REPRODUÇÃO