Zozotown, o melhor site de e-commerce do Japão aposta no fast fashion personalizado

Gigantes do fast fashion como H&M , Zara , Uniqlo e Asos são insuperáveis em velocidade e preço na fabricação de roupas, mas o bilionário japonês Yusaku Maezawa, fundador da maior empresa de comércio eletrônico do Japão, a Zozotown, está prestes a superar a maneira como os compradores obtêm as últimas tendências: dando-lhes a versão fast fashion de roupas personalizadas.

 

A Zozotown de Maezawa está estreando sua primeira linha de roupas em 72 países, incluindo os EUA. A Zozo , como é chamada, venderá jeans, ternos masculinos e vários tipos diferentes de camisetas. Todos os estilos serão vendidos em seu site, custarão menos de US$ 100 e serão produzidos em menos de duas semanas. O argumento decisivo? As roupas serão personalizadas de acordo com o corpo de cada cliente, para isso terá que vestir um macacão preto com bolas brancas chamado Zozosuit para ter seu corpo escaneado através de um aplicativo desenvolvido pela empresa.

A venda de roupas online tem sido um grande desafio pois tamanhos, cores e aparência são difíceis de avaliar na internet. As marcas costumam oferecer retornos gratuitos para estimular as compras, mas isso também aumenta os custos e os riscos de irritar os clientes. A Zozotown está apostando que sua estratégia de oferecer roupas feitas sob medida a ajudará a se expandir no exterior pois não há nenhum grande varejista que ofereça roupas baratas que se encaixassem bem.

A chave para um encaixe perfeito com a nova linha de roupas da Zozotown depende do macacão elástico Zozosuit, que permite aos usuários escanear seu corpo e obter suas medidas automaticamente com a câmera de seu smartphone. As bolas brancas do traje são marcadores que sincronizam com a câmera e fazem medições. Um avatar digital é então criado, e os compradores podem ver e pedir roupas. Ajustes adicionais podem ser feitos, como uma bainha mais curta no jeans, ou um decote em V mais largo em camisetas.

Inicialmente, as vendas começaram com camisetas e jeans, e a empresa acrescentou ternos masculinos à sua linha. Fast fashion personalizado parece bom demais para ser verdade pois uma das principais críticas é por ser descartável. Se as roupas fossem feitas nas medidas do cliente, certamente as pessoas demorariam mais para jogá-las fora.

O plano de crescimento é uma grande aposta para uma empresa que obtém cerca de 90% de suas vendas fornecendo roupas de outras marcas. A Zozotown está analisando possíveis aquisições que poderiam melhorar sua tecnologia de medição corporal, capacidade de produção, e está investindo em áreas como inteligência artificial, robótica e criptografia. O Zozosuit está sendo distribuído gratuitamente para alguns países através do site.

 

Confira o vídeo de divulgação:

Fonte: Renato Cunha – Stylo Urbano | Fotos: Reprodução