A estratégia que elevou o sucesso da GB Customização durante a pandemia

O normal da moda é inovar. E isto não é recente, trata-se de um protocolo que rege as leis da indústria do vestuário. Afinal, quem consome moda quer se reinventar todo o dia, então essa aspiração por novidade também define o trabalho que o consumidor não vê, e que envolve a criação de uma roupa. No caso em questão, de um jeans.

Entre as empresas cujo foco da atividade giram em torno das coleções denim, temos as lavanderias. Pouca gente sabe, mas elas praticamente não pararam, mesmo quando o comércio fechou. Isto porque elas são categorizadas entre as atividades de serviços essenciais. Em sua grande maioria, as lavanderias nacionais usam tecnologias de ponta, como o laser por exemplo, que é uma técnica que queima o tecido.

Além de ser extremamente sustentável, o laser também é um método de desinfecção e sanitização. Ou seja, ele elimina o novo coronavírus no momento da aplicação. Por esse motivo, a atividade industrial das lavanderias continuou operando como uma referência em termos de segurança na pandemia. Ela foi um dos elos da nossa industria que ajudou a manter a economia do país ativa.

Uma dessas companhias, que vem operando com tecnologia de ponta, e de forma segura é a GB Customização. Contrariando o clima pessimista que assola a nossa economia, a lavanderia vem operando com atividades volumosas, em ritmo extremamente acelerado. Uma realidade que nos enche de otimismo, pois sabemos que por trás dela existem empregos mantidos, economia girando, valorização do jeans nacional e novidade chegando para o consumidor final.

Com a intenção de contagiar a industria do vestuário com boas notícias, e alertar o consumidor que ele terá sim muita moda denim para vestir a preços racionais, a equipe do Guia JeansWear entrevistou Marco Brito, CEO do grupo GB Customização.

Marco compartilhou com nossa equipe, a forma como a GB aplicou a visão de que momentos desfavoráveis podem ser convertidos em oportunidades através da inovação. Com exclusividade, o CEO compartilhou detalhes sobre a estratégia que está refletindo uma retomada positiva além do esperado na companhia, e que vai abastecer diversas marcas de jeans com muita moda nas temporadas que estão por vir.

Confira a entrevista completa abaixo:

Guia JeansWear: Soubemos que a GB Customização vem operando em um ritmo extremamente acelerado. De onde veio o impulso para essa retomada?

Marco Brito: Essa retomada se deu no impulso da nova coleção lançada neste momento de parada de pandemia. Nós inovamos e isso agora vem se refletindo nas nossas atividades.

GJ: Como foi o desenvolvimento da coleção? Em que momento decidiram criá-la?

MB: Desenvolvemos essa coleção durante a pandemia, no momento em que as empresas estavam fechadas. Reunimos nosso núcleo de criação de produto, fizemos vídeo conferencias com parceiros amigos dos EUA, Itália e Portugal, como Pizarro por exemplo. Ao mesmo tempo, buscamos muita informação de inovação em lavanderia. Lançamos a coleção em meados de junho e julho quando o comercio voltou.

GJ: Como foi o retorno do lançamento?

MB: O retorno foi muito além das expectativas. Quando a lançamos nossos clientes acreditaram nela então foi esta coleção que fomentou tudo. Nossos clientes estão tendo muitas vendas, porque a maioria das pessoas estavam aspirando por lançamentos mas havia pouca movimentação no sentido de alimentar essa busca. Consequentemente, nosso volume de produção de roupas está muito alto. A empresa, está operando com capacidade além do esperado neste momento.

GJ: Soubemos que a GB Customização fez novas aquisições de equipamentos. Como está o maquinário da empresa agora?

MB: Nós temos tecnologia de Portugal, Itália e Espanha. Isso nos dá um diferencial tanto na qualidade quanto na inovação do visual e no fator sustentabilidade. Ao todo, nosso maquinário de lavanderia é 70% europeu, tem alta qualidade, alta reprodutibilidade, altíssima eficiência e sensível redução no uso de água. O equipamento facilita a dispensa do uso de agentes químicos nocivos, assim nossa lavanderia está livre de produtos químicos ZDHC (Zero de Descarga de Produtos Químicos Perigosos, em tradução livre). Também se caracteriza pelo baixo consumo de energia, baixíssimo consumo de produtos químicos e consumo de vapor.

GJ: E onde o consumidor vai encontrar essas peças desenvolvidas na coleção? Quais são os parceiros da GB Customização que a desenvolveram?

MB: Preferimos não falar dos parceiros, pois temos muitos por questões de etiqueta mas podemos falar que atuamos, na maioria, para clientes do Brás. Hoje, a região (em São Paulo) representa o maior volume da produção do Brasil e as marcas são destaque no cenário da moda nacional.

 

Fonte: Vivian David | Fotos: Reprodução