ABNT sugere nova norma para padronizar medidas de roupas femininas

Uma padronização que abrace diferentes biótipos em peças femininas tem sido um desafio na indústria têxtil há anos. Neste cenário, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) aprovou a norma ABNT NBR 16933, que visa uma nova norma de tamanhos e medidas de roupas femininas no país.

A novidade é fruto de um amplo estudo conduzido pelo Comitê Brasileiro de Têxteis e do Vestuário da ABNT com representantes do setor, como o Senai Cetiqt, modelistas, entidades como a Associação Brasileira do Plus Size (ABPS) e de magazines, como a Renner.

Os biótipos femininos tipo retângulo e colher (abrangendo o plus size) foram designados com base em levantamento antropométrico conduzido pelo Senai Cetiqt, realizado por meio de softwares específicos de simulação do corpo humano e na experiência de profissionais do setor de modelagem e confecção, para atender às formas de corpo predominantes no país.

“A NBR 16933 apresenta sistema de indicação de medidas para biótipos tipo retângulo e colher, que representam 80% da população feminina, segundo pesquisas levantadas para o estabelecimento da norma. Com a condição de determinar cuidadosamente a forma do corpo e de indicar medidas apropriadas, este sistema permite que o cliente escolha o seu tamanho adequadamente”, explica a superintendente do Comitê, Maria Adelina Pereira.

“A definição de tamanho de cada peça de roupa deve incluir as dimensões em centímetro, de quem veste a roupa, atendendo as necessidades diretas das consumidoras”, completou.

As empresas interessadas em aderir a norma poderão não apenas se basear em proporções mais adequadas no momento da confecção, mas ter acesso a uma tabela de medidas especialmente recomendada para o corpo feminino das brasileiras. “A ABNT NBR 16933 determina dimensões em centímetro para cada biótipo, levando em conta desde o perímetro da cabeça, pescoço, passando pelos ombros, busto, cintura, quadril, costas, coxa, joelho, panturrilha até o tornozelo”, exemplifica Maria Adelina.

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é a principal responsável pela elaboração das Normas técnicas no Brasil. “Dentro da ABNT, º Comitê Brasileiro de Têxteis e do Vestuário tem contribuído de forma efetiva para normalização da indústria visando o fortalecimento da cadeia produtiva do setor têxtil e colaborando para o desenvolvimento econômico e social do país”, afirma o presidente da ABNT, Mario William Esper.

Fonte: Redação | Foto: Reprodução