As tendências comerciais que vão mudar a cara dos vestidos denim

Vestido denim: aí está uma peça que vende bem no mercado nacional – mesmo quando no contexto internacional, não se apresenta tão forte assim. E a brasileira como sabemos, dá preferência aos modelos de vestidos ajustados ao corpo. Mas, aceita peças amplas contanto que sejam extremamente femininas: valorizando busto, exposição das pernas ou charminho de ombro.



E é justamente este contexto que vamos ter no Verão 2018. Serão muitos modelos explorando a silhueta feminina – seja seguindo seus contornos, seja reinventando-os: principalmente através da alta do desenho boca-de-sino e visual camponesa. Esta é uma tendência muito comercial pois renova as formas com a lógica da alta moda – sem no entanto somar seu discurso de status.



Nesse conceito, teremos elementos como abertura partida por botões frontais, saias evasê, mangas flare, detalhes franzidos, e também a fusão da construção jardineira com a idéia de vestido. Além da influência setentista, teremos também modelos de vestido denim com pegada esportiva: apresentando características como construções vazadas e frente invertida (desenho traseiro levado para vista frontal – e vice-versa).



Os versáteis vestidos-camisa, por sua vez, estarão menos numerosos com relação às temporadas anteriores. Porém irão sempre apresentar um toque geométrico de mullet na barra. Já os shirt-dress; vão aparecer fortemente ligados à linguagem upcycle; que vai determinar também o estilo do tubinho chic. Este, vai ganhar detalhes minimalistas de frayed na barra ou recortes.



Mas além da unanimidade nos estilos mais femininos – o vestido denim também vai se apresentar mais prático na experiência de “vestibilidade” – priorizando nas versões as aberturas frontais ou laterais: seja por fechos, ou abotoamentos.

VIVIAN DAVID | IMAGENS: REPRODUÇÃO