Desfile da Ellus marca 40 anos da marca

No último dia de SPFW, a Ellus marcou seus 40 anos de trabalho com o jeans olhando para o Brasil. Paulistana e que tem o denim incrustado no nome – Ellus Jeans Deluxe – a marca aproveitou também para desabafar sobre as dificuldades em ser uma empresa brasileira em um país tão burocrático e tão atrasado como o Brasil, onde gerir algo lucrativo é um desafio quase inalcançável, principalmente no panorama atual do mercado de moda.


De qualquer maneira, a presença da Ellus permanece forte e quase intocável. São diversas lojas espalhadas pelo país e apresentações que costumam agradar a maioria durante as semanas de moda. Para o Verão 2015 não foi diferente, um desfile aclamado que trouxe o jeans como tecido chefe da coleção, em lavagens super desbotadas e shapes amplos, no estilo tomboy. Macacões, saias plissadas em formato A, jaquetas e vestidos com ares de desconstrução foram as formas destaque dessa coleção. Os meninos entraram clássicos com bermudas, calças retas, camisas e jaquetas.


O trabalho de superfície, como a estamparia e os metalizados, chamou a atenção. A estampa de bandeiras dos estados brasileiros ao primeiro olhar formava uma bela imagem geométrica na passarela, e o nome Ellus, estampado incessantemente em algumas peças, relembrou a logomania dos anos 90. Os opostos extremos, tão corriqueiros no nosso Brasil, foram pontuados nas misturas de acabamentos tecnológicos com tecidos naturais como, por exemplo, a renda plastificada e o jacquard metalizado. As nuances do militarismo apareceram nos sapatos brutos, nas bandeiras brancas do cenário e na estampa com pegada camuflada.


Por fim, Cauã Reymond era a grande sensação do desfile, que terminou com a modelo Lea T e Andriana Bozon de camiseta preta com os dizeres: “Abaixo esse Brasil atrasado”, frase final da carta aberta da Ellus intitulada “Desabafo”, que, entre outras coisas, apontava a necessidade de desburocratização e incentivo à indústria têxtil nacional.

MARINA COLERATO | FOTOS: AGÊNCIA FOTOSITE