Detalhes used continuam com força na estação

Mais uma vez destacamos aqui as principais tendências pesquisadas no varejo europeu em lojas como Zara, Bershka, Pimkie, Mango e Stradivarius. E uma grande aposta vista nas redes de fast fashions foi o abuso dos efeitos vintage que pode atingir diferentes públicos – dos mais ousados aos mais clean e tradicionais.


O aspecto hand made faz sucesso já algum tempo, voltando sempre renovado por técnicas e beneficiamentos diferentes. Algumas interferências podem se modificar em casa com as lavagens caseiras, conferindo ainda mais o aspecto artesanal à peça. Para aqueles que não tem medo de ousar, os modelos com enormes rasgos navalhados chamam atenção em tons mais claros e amarelados, com marmorizados ou até mesmo no denim branco.


Os rasgos também podem vir acompanhados de discretos puídos ou remendos por toda a peça ou em pontos localizados, para os mais discretos. Os patchs ou falsos patchs conquistados por reservas de cor incrementam ainda mais as peças. Outros processos como bigodes, amassados e manchas agregam valor ao produto, que precisa ter uma “cara” de naturalmente used.


Continuando nossa busca pelos detalhes que vão marcar o próximo inverno, destacamos ainda os bordados, principalmente na marca Desigual que inova colocando-o em diferentes partes do jeans, como se fosse uma surpresa a ser descoberta. Já os estampados invadem qualquer segmento, inclusive o jeanswear, com padronagens de flores e folhagens. Os aviamentos também são muito importantes como botões coloridos e zíperes nas barras, cada vez mais usados nas calças, principalmente as de modelagem capri que continuam fazendo sucesso.


Outro ponto a ser observado é a marcação de joelhos e recortes juntamente com zíperes e anarrugas desconstruindo os modelos com referências aos motociclistas, às formas geométricas, com texturas e em formas simples e muita tecnologia. É o futuro presente no segmento denim.

VANESSA DE CASTRO | FOTOS: EQUIPE GUIA JEANSWEAR