Jeanetics antecipa os rumos do denim com sustentabilidade

Em exposição permanente durante todos os dias do evento Denim by Première Vision, em Paris a exposição Jeanetics, promovida pela Jeanologia em parceria com influentes fabricantes de denim, antecipa novas formas de pensar o material. SimultIaneamente, comprova a liberdade atualmente proporcionada pelas tecnologias de ponta em beneficiamento, que para grande alívio da comunidade índigo, são extremamente cordiais para com o meio-ambiente.



A interpretação da saia em denim formulada pela Isko, intitulada “The Opulent Garment”, verdadeiramente desafia criadores à pensar em peças luxuosas e linguagens antes impensáveis no material, ao apresentar o índigo com visual de renda guipire. Já a Prosperity, apresentou uma peça com visual esportivo, através do ítem jeannastic. Cordinha de ajuste na cintura, simplicidade e conforto com jeitão de pijamão.



A Tavex, com a criação “The Sartorialist”, mostra o lado rebuscado e bem vestido que o tecido vem assumindo, saindo da linguagem jeanswear e apostando no bom corte e bom gosto da alfaiataria e de peças estruturadas. Nas demais interpretações, o jeans é o grande reverenciado, passando pelas heranças revolucionárias das ruas, legado japonês e vintage ecológico.



Por se tratarem de peças desenhadas por fabricantes de denim, posicionados no princípio da pirâmide de lançamentos de moda e portanto grandes influências para a indústria azul, podemos “ler” nas criações o rumo do segmento no cenário das macrotendências de moda. O denim é apresentado mantendo sua essência street e revolucionária, preservando sua tradição vintage, invadindo novas linguagens como o fitness através do conforto, e tornando-se material também associado ao luxo: criado e desejado em peças rebuscadas com jeitão de alta moda.


ViVIAN DAVID / FOTOS: REPRODUÇÃO