Mostruário de fits e lavagens masculinas

Entre as principais definições que envolvem a elaboração do esqueleto de uma coleção de jeans, está a variedade de fits e lavagens. Tal providência, se torna ainda mais acentuada em se tratando do segmento masculino, onde alguns centímetros de gancho podem acertar, ou afastar o público alvo em questão. Durante a pesquisa realizada por nossa equipe na edição de Inverno 2014 (equivalente à inverno 2015) das feiras Bread&Butter, Premium e Panorama, coletamos um sortimento de imagens para esclarecer variedade e proporções das cartelas de lavagens e tingimentos identificados nas coleções masculinas, realizando um cruzamento das informações encontradas com o estilo de fit associado a cada visual.


Nas lavagens, além das interpretações em blue denim, as coleções mostraram consenso em apostar nos blacks, acinzentados, nos vermelhos desbotados e nas tonalidades terrosas fechadas. Como de praxe, a aparência do índigo mostrou-se a mais diversificada em termos de caimento. Porém o culto ao vintage enfatizou bastante os cortes tradicionais e slim, na aparência do dry denim. Já no aspecto lavado e trabalhado por bigodes e efeitos especiais transmitindo a passagem do tempo, o jeans masculino apareceu mais jogado nos fits slim e skinny, com aparições de entrepernas justos e ganchos mais soltos conferindo um ar cosmopolita.


As interpretações mais ajustadas quase sempre foram concentradas nos tingimentos black, grafite, e na cartela de vermelhos da estação. Os tons terrosos, reservaram-se aos cortes e fisionomias casuais, tradicionais e confortáveis. Strellson e Levi’s Made&Crafted resgataram algumas modelagens “antiquadas” propondo-as com discurso cool e casual nas coleções. Em síntese, os fits masculinos ajustados são colocados cada vez mais como a normalidade nas peças, e os cortes que resgatam o passado icônico do jeans, emerge como uma proposta renovadora e vanguardista nas coleções.


ViVIAN DAVID / FOTOS: EQUIPE GUIAJEANSWEAR