Pakalolo conquista novamente mercado de moda

Lembra da Pakalolo, marca ícone dos adolescentes nas década de 80 e 90?
Pois bem, a grife que foi comprada pelo grupo Marisol voltou ao mercado no ano passado com lojas próprias, pronta para abocanhar não só os jovens, mas também uma faixa etária mais ampla com produtos que mesclam o urbano e o esportivo e uma linha jeanswear repleta de detalhes.

Atualmente a Pakalolo tem lojas no Morumbi Shopping, Center Norte e Congonhas, todas em São Paulo e no Shopping Beira Mar em Florianópolis. Conheça mais sobre este novo momento da marca nesta entrevista com Juliano Reghini, gerente de marketing e produto da empresa.

Por que o grupo Marisol resolveu relançar a Pakalolo no ano da crise mundial?

Os setores varejistas e de franquias enfrentaram muito bem esse tempo de crise. O setor de franquias não recuou diante da crise mundial e fechou o ano de 2009 com um faturamento de R$ 63 bilhões, um crescimento de 14,7% em relação ao ano anterior. O dado foi apurado pela Associação Brasileira de Franchising (ABF) através de pesquisa feita com 1.643 marcas de franquia atuantes no País.
Em 2009, 264 novas redes surgiram no mercado, um aumento de 19,1%, totalizando 1.643.
Já o número de unidades (pontos-de-venda de serviços ou produtos), saltou de 71.954 para 79.988, um aumento de 11%. Analisamos que era o momento para o retorno da marca.

A marca foi comprada em 2005 e só em 2009 voltou ao mercado com lojas em Florianópolis e São Paulo. O que foi realizado nestes 4 anos?

A marca desenvolveu coleções básicas que eram vendidas em lojas multimarcas. A Marisol decidiu fazer um plano estratégico completo, com pesquisas com o público-alvo.

A Pakalolo ficou famosa entre os jovens da década de 80, pelos moletons, camisetas, mochilas, agendas e artigos esportivos.Essa linha vai voltar?

Sim. Moletons já voltaram na edição Premium e numerada da marca no final do ano passado. No próximo mês chegam às lojas os cadernos Notebooks. A linha perde um pouco a característica esportiva aproximando-se mais do urbano.

A marca voltou com outra cara. Como foi construído o novo conceito da Pakalolo?

Sim, porém mantendo as referências (essência) anterior. Foi construído através de pesquisas de mercado, com consumidores e formadores de opinião. Todo o projeto foi elaborado respeitando as características da marca e do novo consumidor, já que a mesma estava fora do mercado.

E como foi pensada a primeira coleção em seu retorno?

A coleção de inverno 2010 teve como tema a Islândia, trazendo a atmosfera das prosas épicas e da liberdade pelas explorações das aventuras e das experiências sensoriais daquele país. As primeiras coleções foram elaboradas mesclando a atitude urbana e o conceito da marca.

Como foi realizado o processo de reposicionamento da marca?

Uma série de estudos nos mostrou um baixo nível (praticamente inexistente) de rejeição da marca. Ficou notório que era uma excelente atitude trazer a marca de volta e com força. As pessoas sentem-se bem quando falam da Pakalolo.
Neste sentido, procuramos estudar o mercado-consumidor, os hábitos e atitudes do público-alvo e seus desejos. Assim, montamos o plano de negócios juntamente com a consultoria contratada, focando sempre os clientes.

Quais as principais estratégias de marketing para o relançamento da Pakalolo?

Além das mídias tradicionais: anúncios em revistas de moda, site, comunicação digital realizamos o lançamento da primeira loja – Morumbi Shopping em São Paulo com a contratação da VJ Carla Lamarca, que fez a trilha da rede. Para as demais lojas criamos uma identidade visual única para as vitrines.
Neste início de ano, firmamos a parceria exclusiva com o El Divino Beach em Jurerê Internacional e a rádio Jovem Pam de Floripa, além do trabalho de assessoria de imprensa junto às editorias das principais revistas de moda do país.
Para o lançamento da coleção Inverno 2010 teremos anúncios impressos e digitais, o lançamento do novo site e a abertura das vitrines nacionais, além dos materiais de ponto-de-venda.

Quando serão lançadas as novas linhas Premium, para um público mais velho e Pakalolo Conect, para os jovens ? E como serão essas novas linhas?

A nova coleção Premium Limited Edition chegará às lojas em meados de abril deste ano, com peças que ganham um diferencial na sua construção, com um pouco mais de informação de moda e/ou processos de decoração e matéria-prima diferenciada dos demais modelos da coleção.
A Pakalolo Connect – destinada a um público antenado e conectado ao mundo chegará na primeira semana de março, junto com o lançamento de Inverno 2010 – Island Collection. Essa linha traz uma nova proposta de marca, com produtos exclusivos,respeitando as bio-características e atendimento para o público juvenil, aquele que não usa mais Marisol ou Lilica Ripilica e não é bem atendido pelas marcas adultas.

Quais as principais diferenças entre a Pakalolo e a Pakalolo Connect?

A diferença entre elas está no público-alvo.
Pakalolo – atende com produtos dos tamanhos PP ao GG – jovens de 16 a 25 anos
Pakalolo Connect – atende com produtos dos tamanhos 10 a 15 anos
Ambas trabalham com o mesmo tema e cartela de cores, porém com estampas específicas para cada público.

Comente sobre a linha jeanswear? Onde é fabricada, quais as principais lavagens, detalhes e, modelagens e o diferencial?

A linha jeanswear está passando por um processo de total renovação com novas modelagens, lavagens e detalhes. Estamos avaliando profundamente o toque e o conforto de cada produto para oferecer propostas diferenciadas. Os jeans Pakalolo Tropical/Inverno aparecem com uma variação de lavanderias e acabamentos, pespontos coloridos, detalhes, recortes e zíperes que valorizam a peça. A coleção caminha do dark jeans ao délavé.

Fale sobre a coleção para o próximo inverno.

A coleção apresenta uma mistura de cores e formas, apostando na alegria para esquentar os dias frios. A inspiração veio da Islândia, o país das geleiras e que conta com um dos povos mais felizes do mundo. A paisagem fria contrasta com a arquitetura colorida e a vida noturna agitada.

Planos para o futuro: expansão de lojas, franquias, multimarcas?

Nos próximos anos pretendemos ampliar as lojas franqueadas, chegando a 100. A expansão contempla as melhores lojas multimarcas brasileiras.