Quarto dia tem início na Faap e término com a top Gisele Bündchen

Pedro Lourenço


Pedro Lourenço abriu o quarto dia de desfiles da São Paulo Fashion Week no Teatro FAAP e mostrou a mesma coleção desfilada em Paris. As referências da alta costura são a marca registrada de um dos garotos mais ovacionados pela imprensa nacional, que apostou em materiais como crepe, couro, camurça, paetê e lamê. Os trabalhos manuais ganham destaque assim como a leitura nada literal da baiana e de Carmem Miranda. A cartela de cores ficou no preto, off white, nude com toques de cor por conta do fúcsia e azul.


Pat Pat’s


“It Girls” de plantão – as novas patricinhas da moda amam a grife Pat Pat`s sob direção de Andrea, filha da estilista carioca Patrícia Viera.
Para o Inverno o destaque é o couro metalizado no dourado e prata e um ar rocker em camisetas com estampas da banda “The Doors e Beatles.”

Com um quê dos anos 60 surgem vestidos tubinhos, além de franjas, saias de cintura alta e muito shortinhos.


Glória Coelho


Recortes, arquitetura e geometria foram as referências de Glória Coelho para o Inverno 2014. Fugindo da onda anos 50 vista na maioria dos desfiles, a estilista mesclou os anos 60 e 80 e apostou nas silhuetas retas e mini saias. Seus famosos vestidos de festa, dessa vez ganharam apliques de pedrarias e decotes precisos. Os tecidos ficaram entre o crepe, cetim, renda, couro, tule, película, neoprene e lã, em cores sóbrias nos tons de cinza, chumbo, azul marinho, marrom, nude, off white, vermelho e preto.


Ronaldo Fraga


O talentoso Ronaldo Fraga foi buscar inspiração nas terras áridas do sertão brasileiro. Desta história surgem os tons terrosos, alaranjados, além do amarelo e verde. Gostosos tricôs juntam-se a saias retas e envelope e vestidos amplos. Muito couro e trabalhos em crochê com texturas e vazados valorizam o aspecto artesanal e atemporal da moda de Ronaldo. As estampas exclusivas são um capítulo à parte – cabeças de boi, galhos, pássaros na terra seca, sol, desenhos étnicos e, grafismos fazem parte deste cenário.


Patrícia Motta


A estilista mineira Patrícia Motta estreou nesta edição do SPFW com uma moda festa mais moderna, repleta de brilhos e um lindo trabalho com texturas no couro.

Mais uma vez os anos 40 e 50 conferem charme às cinturas marcadas e saias rodadas. Destaque para a mistura do street no casaco com punhos e a sofisticação de tecidos nobres e, para os tricôs com pontos grossos e estampas florais com recortes navalhados.

Lino Villaventura


O performático e dramático Lino Villaventura trouxe novamente seus vestidos repletos de brilho, bordados, e tecidos como jacquard, seda, cetim e, tons fortes como violeta, ameixa, ocre, vermelho e preto. Recortes, transparências, e muitas texturas como repuxados e enrrugados ganham destaque.

Já a Colcci apostou nas tops Gisele Bündchen e Izabel Goulart para sua passarela esportiva. Leia mais sobre o desfile aqui.

VANESSA DE CASTRO E MARINA COLERATO | FOTOS: AGÊNCIA FOTOSITE