Tecidos inteligentes revolucionam a moda

Os tecidos inteligentes estão entre as tecnologias que deverão impulsionar o crescimento na indústria têxtil e de vestuário nos próximos 20 anos, de acordo com um relatório do governo britânico. Com a utilização da nanotecnologia, as empresas podem desenvolver, por exemplo, vestuário que monitoriza a pressão arterial e os batimentos cardíacos da pessoa. Os tecidos que usam funções integradas na estrutura têxtil para se adaptarem aos ambientes quentes ou frios, podem também ser usados no vestuário para a indústria da medicina.


A indústria da moda, aponta o relatório, é também um mercado potencial para têxteis inteligentes e interativos, com a integração de LEDs nos tecidos. O estudo, que foi publicado pelo Foresight Horizon Scanning Centre, é uma versão atualizada do relatório Futuros de Tecnologia e Inovação 2010.

PORTUGAL TÊXTIL | FOTO: REPRODUÇÃO