Tendências para o fio da meada no denim pós-pandemia

Estilos de vida estão mudando, negócios se reformulando e até a rotina da educação. Com isso mudam os códigos de vestimenta, os valores que movem os desejos da moda e, como consequência, muda também o fio que tece todo esse ecossistema.

Assim como os sentimentos de incerteza e o cenário de instabilidade trazido pela pandemia Covid-19 estão mudando o mundo a longo prazo, também prometem causar um impacto duradouro nos tecidos que os consumidores vão validar como úteis e funcionais. O setor denim deve estar atento a estas misturas, para fortalecer ainda mais seu argumento no mercado.

Denim com fibra banana

Em um webinar recente Nia Silva, editora-chefe da seção de materiais da Fashion Snoops, descreveu como os tecidos protetores, confortáveis e com propriedades regeneradoras tanto para as pessoas quanto para o planeta, irão emergir da pandemia como grandes vencedores da crise. E não por acaso, Dario Caldas também alertou sobre essa macrotendência, que já mostrou suas nuances na mais recente edição da Kingpins24 Amsterdam, realizada de maneira online.

Muitos dos componentes que vão ser mencionados, já constam no mercado, em coleções pequenas de marcas como Levi’s®, Raleigh, Saint e até no denim selvedge da japonesa Hiut Denim. De materiais concebidos a partir de resíduos até tecnologias vestíveis, três temas prometem influenciar os materiais que vão moldar as roupas da fase da pós pandemia mundial. São eles:

Wasted Earth – Tecidos residuais

Tendência que descende da necessidade de se criar soluções para o desenvolvimento de produtos sustentáveis em momentos de crise. Nela, os resíduos descartados emergem como poderosos antídotos para a escassez de materiais brutos, poluição e consumo excessivo.

Cascas, culturas e fungos cultivados, serão finalmente utilizados em produtos mais comerciais. E por uma perspectiva de negócios, estes materiais provém as marcas com oportunidades de storytelling únicas para se compartilhar com os consumidores.

A forma como as pessoas e natureza podem se restabelecer é o foco deste tendência, que toma a crise como um mote para fortalecer a importância da sustentabilidade no futuro. Produtos reaproveitados impactantes, surgindo logo no início da cadeia produtiva, farão com que o futuro do design dependa fortemente dos materiais sustentáveis. Isso deverá implicar em uma importância muito maior dos materiais provenientes do reaproveitamento de resíduos, ao invés dos tradicionais caminhos do chão fábrica.

Espera-se ver o impulso de fibras como Tencel, Modal, Juta e Cânhamo, assim como materiais derivados de plantas e casca de frutas, como banana e abacaxi. Superfícies serão rebuscadas através de escovações, ebulições e feltragem, processos que vão providenciar uma aparência nublada e seca aos tecidos.

Multifaceted – Multifacetados

Neste momento a demanda por produtos orientados pela necessidade e propósito estão aumentadas. O tema Multifaceted explora essa abordagem, buscando reinventar a estética do futuro com funcionalidades mais duradouras. Trata-se de uma nova geração de tecidos técnicos que vão oferecer propriedades multiuso como hiper visibilidade, peso leve com alta durabilidade, e priorizar a proteção. Nestas misturas, destacam-se materiais originalmente pretendidos para responder a demandas militares.

Materiais providos de proteção e praticidade ganham espaço para emergir. Em contrapartida, o desenho de materiais que fogem do campo das necessidades passam a representar o novo luxo, logo devem resistir às provas do tempo.

Malhas reforçadas capazes de filtrar a poluição, tecidos planos com alta resistência à tração e fibras Dyneema (usada para coletes a prova de balas e roupas próprias para o alpinismo), as quais podem ser integradas ao couro falso ou mescladas aos tecidos para acrescentar durabilidade, constam neste tópico.

Acabamentos técnicos irão realçar esses materiais, tornando-os ainda mais preventivos, duráveis e funcionais. Da mesma forma, tratamentos capazes de agregar firmeza ou amortecimento somando visibilidade ou proteção antimicrobiana são essenciais. Superfícies que são menos porosas e de fácil sanitização, bem como beneficiadas com prata reaproveitada (que já possui propriedades antimicrobianas naturais) oferecem uma camada extra de proteção.

Hidden Connectivity – Conectividade Intrínseca

Trata-se de um conceito similar ao da gama de tecidos multifacetados. No entanto esse mix, diferentemente do primeiro, é pensado para o ambiente interno e não para a vida externa.

A tendência olha para como o bem estar e a casa podem oferecer conforto, meditação, e paz para a mente. Com as telas de computador atuando como principal fonte de trabalho, educação e entretenimento durante a pandemia, as pessoas vão querer mergulhar em um ritmo novo e mais calmo, após a crise.

Pelúcias têxteis tácteis e sem peso, tecidos leves e materiais com propriedades restauradoras são essenciais aqui. No geral, a tendência consiste numa abordagem suave da tecnologia, que prioriza a mente e a alma em primeiro lugar.

Materiais típicos das roupas confortáveis e essenciais, bem como da categoria sleepwear tendem a migrar para outras categorias. Têxteis macios, apeluciados e aptos a proporcionar uma experiência de conforto mais elevado, e ao mesmo dotados de características extremamente funcionais, estão neste tema.

Fibras sintéticas que conseguem resfriar ou restaurar qualidades embutidas em seu núcleo, assim como fibras naturais como lã são uma forte direção. Esta última tende a ganhar importância maior, por ser considerada uma das fibras naturais mais orientadas pela tecnologia no mundo e pela capacidade de regulagem da temperatura e alta “respirabilidade”.

Seguindo a pandemia, tecidos centrados no bem-estar e materiais com ativações de cura tendem a continuar a crescer. Eles irão maquiar um segmento muito maior e parte disso será potencializado pela inovação da nanotecnologia e do micro encapsulamento que permite aos fabricantes impulsionar superfícies de tecidos com uma ampla variedade de ingredientes e minerais ativos. Fator de proteção UV, e efeitos térmicos de resfriamento ou aquecimento são alguns tópicos para ficar atentos.

Fonte: Vivian David | Fotos: Reprodução