Têxtil sul-coreana Hyosung anuncia investimento de R$ 200 milhões no Brasil

Líder mundial na produção de elastano, o grupo sul-coreano Hyosung anunciou, nesta semana, um investimento de R$ 200 milhões no Brasil para ampliação de sua planta industrial. Com isso, a capacidade produtiva aumentará para 22 mil toneladas no total, sendo 80% a mais da capacidade produtiva atual – hoje a produção é de 12 mil toneladas por ano.

A Hyosung possui uma área de 250 mil metros quadrados e 40 mil metros de área construída no Brasil, localizada em Santa Catarina, no sul do país.

A expansão foi decidida devido ao rápido aumento da demanda no mercado brasileiro por elastano, fibra sintética conhecida por seu excepcional alongamento, já que a venda de roupas confortáveis, como homewear e uso esportivo aumentou no mercado têxtil da América Latina devido à propagação da Covid-19. Outro motivo são as tarifações de importação no Brasil.

“O risco sem precedentes causado pela Covid-19 agravou a incerteza e acelerou a velocidade da mudança”, disse o presidente da Hyosung, Cho Hyun-joon. “Em tempos de mudança, devemos transformar a crise em oportunidade, investindo continuamente em nosso futuro”, completou.

Com a expansão da fábrica, a Hyosung espera não apenas atender à crescente demanda na região Sul Americana, mas também responder preventivamente à era pós-Covid-19, expandindo a liderança frente aos seus concorrentes.

O Brasil faz fronteira com dez dos 12 países da América do Sul e tem uma grande extensão do seu limite em contato com o mar, características geográficas vantajosas para exportação para regiões próximas.

Vale destacar que, em novembro de 2020, a Hyosung também decidiu expandir sua fábrica de elastano na Turquia para 2021 por meio de um investimento de 55 milhões dólares para atingir o mercado europeu. Também foi estabelecida uma base de produção na Índia em 2019 para os mercados emergentes da Ásia, além de uma fábrica no Vietnã para atingir todo o mercado asiático.

Fonte: Redação | Foto: Divulgação