Um novo olhar para os tratados comerciais no mundo da moda

Temos clima quente, temos lifestyle latino e temos tarifa zero para exportação. Foi vislumbrando todas essas afinidades que a feira Colombiatex de Las Americas 2018 iniciou suas atividades ontem com o tema “Abra Los Ojos” elegendo o Brasil como convidado especial de sua 30º edição. Na busca por esse olhar mais atento, o evento apresentou um formato conector e grandioso, priorizando em 60% companhias locais. Nos 40% restantes, formados por companhias internacionais, reuniu um mix formado tanto por empresas influentes quanto pequenas indústrias do Peru, Venezuela, Equador e China. Um mix que refletiu bastante o cenário eclético de ambos os países.

E abrir os olhos, nesta edição significou justamente encorajar os empresários a colocar em prática o Acordo de Complementação Econômica nº72 que já está em vigor desde 20 de dezembro do ano passado. Tópico central tanto do cerimonial de abertura quanto na mesa redonda com empresários abordando oportunidades entre Brasil e Colômbia, o acordo permite 100% de liberação tarifária nos produtos têxteis entre os dois países. De acordo com o empresário Rafael Cervone Netto, “uma oportunidade para Brasil e Colômbia evoluírem não apenas através de intercâmbios comerciais mas também pela troca de idéias entre si”.

Na prática, de acordo com o bate-papo realizado entre empresários da Abit, Assintecal, Abimaq e ApexBrasil essa nova conveniência significa a possibilidade tanto do Brasil quanto Colômbia substituirem algumas importações, por exportações mais vantajosas para ambos.

Para impulsionar essa iniciativa de fato, os expositores brasileiros ganharam visibilidade no evento. Vicunha, Canatiba, Cedro, Santista, Santana Têxtil, Covolan, Santanense, Paramount e Santa Constancia ilustram um pouco o posicionamento adotado pelas fabricantes nacionais na feira. Com estratégias voltadas para competição pela qualidade, e não pelo preço, nossas tecelagens estão com os stands ativos e movimentados efetivando pedidos e concretizando a meta de integração nos negócios entre os dois países. Entre os artigos mais procurados estão o denim em versões tecnológicas e as misturas que promovem conforto na camisaria e nos vestidos de meia-estação.

FONTE: Vivian David | Fotos: Equipe Guia JeansWear