Caça, pesca, denim e tendências masculinas na Jacket Required

Meninos gostam de carros, palhaços e se interessam por animais silvestres e pescarias. Homens feitos, vestem gravatas, camisas alinhadas, jeans e casacos estruturados. E a temporada de Inverno 2014/15 voltada para o menswear, agrupa todos esses elementos, em estampas divertidas que mantém o tom adequado exigido pelo gênero, e ainda acrescenta senso de aventura com temas como pescaria e caça, através de elementos como peles, bolsos utilitários, xadrez buffalo, bem como o apelo térmico e funcional dos parkas como peça desejo da temporada. O universo masculino apresentado na feira londrina Jacket Required, que aconteceu entre os dias 6 e 7 de Fevereiro, teve em sua mais recente edição seu melhor momento, com nomes influentes como Evisu, Edwin e Levi’s Vintage Clothing constando no agrupamento voltado para o menswear.


Entre os 150 expositores, estiveram ainda marcas como Denim is Everything, e a Australiana Neuw, representando o segmento denim. Nomes recentes como a Ordinary Fits – cujo stand figurou entre os mais concorridos da feira, optaram pela participação na Jacket Required em detrimento do mercado Europeu, apresentando um mix de calças composto por fits regulares e cortes aprimorados, variando dos tons caramelados e leitosos aos azuis profundos. O outerwear foi outro ponto alto da marca, sendo que o estilo parka com botões de plástico representaram a maior procura no mix. Destaque também para a Makin Ja Ma, cujas peças se diferenciaram por assinaturas e estampas baseadas em histórias pessoais dos designers da marca. Abaixo proporcionamos alguns dos principais apontamentos colocados pela feira, para o guarda-roupa masculino da temporada de inverno 2014/15.


Outerwear: O ponto mais alto da feira, definitivamente consistiu na criatividade e no amplo espaço dedicado aos casacos masculinos, com destaque para as interpretações estilo parka – peça desejo da estação. O visual com aplicação de pele na gola imperou como fisionomia principal, na versão índigo estampado, vintage “remendado”, denins brutos, e nos camuflados reformulados em tons terrosos. A diversidade de interpretações se multiplicou também nas lavagens manchadas estilo bleached, em agasalhos valorizados por oportunos bolsos de colocação baixa pontuados por lapelas. O mix de materiais promovendo contrastes em toques e qualidades de tecidos, através da quebra dos casacos em diferentes blocos, cores e toques em mangas, golas e bolsos, enfatizou as misturas com pele e couro. As peles, por sinal, figuraram como um detalhe desejo nos casacos, e até mesmo em coletes que formando sobreposições com o denim. A lógica de mesclar tecidos foi levada também aos demais tecidos invernais, incluindo os xadrezes buffalo.


Camisaria: Na versão chambray os colarinhos masculinos foram receptivos à misturas de materiais, quebrando os comprimentos em blocos de cores, e elevando o valor das peças através das incursões do couro em aparência bruta. As estampas deixam de ser tão botânicas e giram em torno das tonalidades do índigo, com destaque para os micropoás, padrões que remetem aos patches, e desenhos de montanhas “desbotados” na lavagem. Nos demais tecidos, destaque para motivos como animais silvestres e palhaços que remetem a filmes de terror.


Fits: Coloridos leitosos na aparência casual, e blue denim jogado em modelagens regulares e confortáveis, com ênfase no tema do trabalhador, seus respingos de tinta e sua calça surrada pelo trabalho todo-o-dia. Já na aparência black e grafite, impera a urbanidade do fit skinny, com uma proposta mais sedutora para o público masculino.


Diálogos: No inverno 2015, o denim masculino irá dialogar com xadrez buffalo e príncipe de gales, casacos metalizados, camisas de colarinho com estampas lembrando caça, chapéu pescador, agasalhos térmicos volumosos, complementos com pele, suéteres e tricôs volumosos com estampas de números.


VIVIAN DAVID / FOTOS: REPRODUÇÃO