Capricórnio Têxtil e Grupo GB Customização promovem evento para mostrar novidades

Começou na terça-feira, 25, e vai até segunda-feira, 02 de março, evento da Capricórnio Têxtil e Grupo GB Customização para apresentar preview da coleção de Inverno 2016 da tecelagem em propostas de lavanderia diferenciadas.

Segundo Maria José Orione, Diretora de Marketing da Capricórnio, a ideia do evento é de mostrar as possibilidades dos novos artigos da Linha Clássicos, que têm um preço de venda acessível, mas são extremamente versáteis na lavanderia. “Estamos começando um ano difícil, os clientes estão em busca do melhor custo-benefício e esses artigos vieram para suprir essa demanda”, explica ela.

Os artigos usados foram os blues Trancoso e Maia, ambos com construção 3×1, peso de 8,5oz e composição de algodão, poliéster e elastano. A única diferença entre os artigos é que um conta com uma superfície lisa enquanto o outro com efeito ring. Já o Corunha, sarja 3×1, com 9,5oz no blue black em algodão, poliéster e elastano com efeito ring suave.

Os três artigos serviram como base para uma coleção com 70 peças desenvolvidas pela GB Lavanderia que contam com diferentes lavagens e diferentes preços. A coleção conta com diversas linhas de lavanderia, divididas por custo, a linha Pop sendo a linha com lavagens mais em conta e a linha The Best Vintage com maior valor agregado.

Orione também ressaltou que tanto a Capricórnio quanto a GB vêm investindo em maquinários e tecnologia não só para diminuir custos como também para alcançar uma produção cada vez mais ética e sustentável.

“Em 2011 implementamos o processo do Índigo Fix, em que a utilização de fixadores e bloqueadores atingiram uma redução de consumo na unidade de tingimento de 25m³/h para 15 m³/h. Isso representa uma economia de água de 240.000 l/dia (84 milhões de litros/ano)”, explica a diretora de marketing.

A Capricórnio está trabalhando em um sistema que permite a reutilização da água da lavagem das máquinas de tingimento, com a perspectiva de reduzir mais de 40% do consumo total, passando dos atuais 15m³/h para aproximadamente 9 m³/h. Segundo Orione, outra frente de pesquisa, em parceria com a USP/ São Carlos, busca viabilizar economicamente o reuso de 100% da água de tingimento.

O Grupo GB Customização tem investido em tecnologia e inovando em processos que, através da utilização de Laser e Ozônio permitam que o consumo de água caia dos 75 litros/kg para 20 litros/kg.

MARINA COLERATO | FOTOS: EQUIPE GUIA JEANSWEAR