Haco debate moda nacional com Alexandre Herchcovitch e Arlindo Grund

Dentro da programação “Connect Day Solidário”, a Haco Etiquetas promoveu a live “Os novos caminhos da moda brasileira: da sustentabilidade à valorização da indústria nacional”, como criadores de tendência estão percebendo este novo consumidor pós pandemia” com Alexandre Herchcovitch e Arlindo Grund. O bate-papo teve mediação do CEO da empresa, Alberto Lowndes, e o gerente de marketing Bruno Brandão.

Alexandre Herchcovitch e Arlindo Grund

Ao todo, o projeto reuniu oito nomes do mercado de moda de diferentes segmentos em quatro lives, durante um mês, onde a Haco converteu o número de participantes de cada edição em doações para comunidades ao redor das fábricas da empresa.

A pandemia do novo coronavírus pegou Alexandre Herchcovitch de surpresa quando já estava com desfile preparado para acontecer no dia 14 de março. Perto da data, decidiram realizar o evento sem a presença do púbico. Naquela época tinham poucas informações, porém, mantiveram o formato da apresentação, com poucos modelos na passarela, de cada vez.

“Foi uma experiência positiva e as pessoas conseguiram ver melhor do que estivessem presentes, porém é diferente, um formato não substitui o outro”, afirmou o estilista.

Moda brasileira

Alexandre Herchcovitch afirmou que várias marcas já estavam produzindo mais no Brasil e sente que as pessoas querem consumir mais localmente. Além disso, muitas empresas estão se especializando em produtos que antes não eram fabricados no país. Outro dado interessante abordado pelo estilista é que a pandemia da Covid-19 trouxe um interesse maior pelas máquinas de costura e os trabalhos manuais.

Ele destaca o movimento bairrista onde as pessoas estão comprando de produtores perto de casa, incentivando o comércio local. “Vão nascer novos grandes estilistas e já vão nascer online”, afirmou Herchcovitch, que acredita também nas roupas de proteção, com tecidos com repelentes, entre outras novidades que serão lançadas daqui para frente.

É um momento em que todos estão pensando de forma diferente. Mas, como seria esse novo normal com os novos hábitos dos consumidores?

Para Herchcovitch, alguns fatores irão permear esse momento como o consumo consciente, principalmente num contexto onde muitas pessoas perderam parte ou toda a renda, por isso, procuram por roupas que possam durar mais e que sejam atemporais. “Estão todos exigentes, estão pesquisando, estão com tempo de ler melhor sobre os produtos, se informar e a informação é o melhor remédio para todos nós. Esta é a percepção que eu tenho de consumo”, disse o estilista.

Bruno Brandão afirma que a “nova jornada do consumidor vai ser diferente, ele já sabe o que quer e busca por algo belo”. Herchcovitch complementou que o produto “precisa ser importante para a pessoa”, ter qualidade e ser atemporal porque o belo é diferente para cada um.

O estilista ainda apontou que é preciso estar atento e aproveitar para colocar novas ideias em prática, ter coragem para mudar e recomeçar algo dentro de seu negócio, investindo com sabedoria no que estamos vendo hoje.

Em seguida, Herchcovitch conversou com Arlindo Grund, que contou que já voltaram a gravar o programa Esquadrão da Moda, exibido na televisão aberta pelo SBT, com compras online, equipe menor e distanciamento social. “Estamos ensinando o consumidor como pode comprar online com dicas de como, por exemplo, ver suas medidas, tudo feito de maneira cuidadosa, estamos desenvolvendo um programa diferente, mas atual”, detalhou.

Para o apresentador, praticar o consumo consciente não é deixar de comprar, mas sim de forma correta, pois toda uma cadeia de moda depende do comércio e, de seus empregos.

E como ficarão os desfiles, eventos de moda? Como seria possível passar uma experiência no online?Para Arlindo, deve ser um desafio onde será necessário um olhar empático, rever códigos de trabalho e maneiras de agir.

“Um formato não substitui o outro, tudo se complementa e irão surgir novas maneiras de mostrar suas coleções com novas experiências”, comenta Arlindo Grund, que também destacou a valorização da moda brasileira consumindo aqui com um olhar para todas as regiões e suas particularidades.

Fonte: Vanessa de Castro | Fotos: Reprodução