Novos recursos para o visual do jeans na D-ID

Novas marcas trazem sempre influências frescas e revigorantes para o mercado. Um exemplo bastante atual é o da recém atuante D-ID, de Nova Iorque. Sob os cuidados do diretor criativo Jimmy Taverniti. D-ID nada mais é do que uma abreviação da expressão Denim Identity. Trata-se de uma busca pessoal declaradamente associada ao DNA da mesma.



Entre os detalhes mais rebuscados, destaca-se o trabalho de pespontos em formato diamante, que proporciona textura ao blue denim não lavado e confere ilusão de couro matelassê no jeans coated. Uma “sacada” que evidencia o valor de boas costuras caprichosas, como artifício perfeitamente capaz de inovar tanto quanto técnicas que necessáriamente demandam terceirizações nas confecções. O visual lembra o Ikat, e a linguagem das estampas porém explora volumes e saliências.



Entre as tendências em voga, a marca adere também às estampas flocadas. Os fits variam entre diversos estilos de skinny, e incluem também o boyfriend. A coleção será vendida na Blomingdale`s e Neiman Marcus.



Como principal análise, apresentamos a aplicação de pespontos como recurso para alteração do visual da superfície do denim como mais um elemento estético, para constar no repertório de design do segmento. As texturas formadas por pespontos, seja em matelassê, ou formando outros desenhos, figuram como um recurso caprichoso,e que pode ser totalmente trabalhado no local de fechamento das peças, evitando vai e vem nas produções.

ViVIAN DAVID / FOTOS: REPRODUÇÃO