Patchwork é item chave na estética da temporada

O trabalho de patchwork, seja feito com reserva de pigmentos na lavanderia ou sobreposição de tecidos na confecção, ainda permeia as tendências tanto para o segmento masculino quanto para o segmento feminino, e isso deve continuar por mais algumas temporadas, com destaque para os patchworks trabalhados com tecidos.


Acabamos de ver o desfile da House Of Holland para a temporada de resort 2016, que nos trouxe novamente essa referência do patchwork, com uma ideia semelhante ao que vimos, por exemplo, nas peças da marca Imperial para o inverno.


Outra diferença sutil entre um patchwork e outro é que ele pode vir mais “escrachado”, ou seja, um retângulo costurado de maneira aparentemente caseira, com esse efeito “tapa buraco”, ou pode aparecer de maneira mais delicada, como se os remendos fossem feitos por uma costureira cuidadosa e com muita atenção, tendo uma aparência de “encaixe” nos rasgos e furos.


De um jeito ou de outro, a estética de “remendos” é, sem dúvidas, a cara da temporada de inverno. Se em 2015 abrimos com rasgos, buracos, e puídos, causando um verdadeiro efeito destroyed, em 2016 vamos ter que fechar toda essa desconstrução com pedaços de tecidos estampados, que nessa galeria de imagens ganham destaque no xadrez grunge, xadrez piquenique e floral, remendos de outros jeans, ou com cerzidos.

MARINA COLERATO | FOTOS: EQUIPE GUIA JEANSWEAR