Produções desejo do jeans transitam do black indefectível ao hand­made excessivo

Camadas, texturas, franjas e sobreposições. O Inverno 2017 se

apresenta para o consumidor em produções ricas ­ e até excessivas ­ de informação. A

leitura completa do look, no entanto, transmite uma mensagem distinta: simplicidade.

Mérito da ideia de conforto associada à linguagem do hand made. O emblemático

look estilo editorial, tão explorado na temporada anterior, onde o jeans

alcança jeitão de alta moda através da combinação com um longo casaco invernal; perde

o tom estruturado. O dueto entre o denim e o sobretudo desta vez migra para o efeito

térmico acolhedor dos tricôs, das mantas, das malhas e dos crochês.



Um dos maiores direcionamentos que induz as composições com

jeans à profusão destas texturas, é sem dúvida a permanência dos

anos 70 como influência. Assim, além das charmosas composições onde a skinny ganha

balanço pelas camadas decorativas e artesanais dos seus respectivos complementos,

permanece o contexto favorável para a ênfase das calças flare nas coleções ­ incluindo a

renovada versão cropped. É dentro deste tópico também, que aparecem peças desejo de

outras décadas, como a saia longa em formato sereia. A mistura forma uma aparência

mais rústica, country e até caseira, e além da flare incluem a skinny de gancho longo, a

cargo camuflada, e a boyfriend trabalhada. Ainda neste tema, destaque para a forma

como a camisa em chambray é usada, muitas vezes em looks absolutamente artísticos e

brejeiros, onde o jeans é substituído por uma saruel estampada, e o denim na parte

superior se encarrega de agregar na produção a linguagem do segmento.



Outra característica marcante da temporada é dada pelo impacto do black

denim mais numeroso nas coleções; e em consequência, nos looks. O preto é

usado para elevar a leitura de peças tendência da estação, como a pantacourt e a calça

cargo. O resultado é uma versão mais refinada destes itens, bem diferente das leituras

das lavagens azuis e ácidas. As produções com estas peças, são mais limpas e

sedutoras: ora apelam para o tom rocker noturno, ora buscam um caminho indefectível

com jeitão de alta moda.



Para além do apelo elaborado das composições carregadas de texturas ou elevadas pela

paleta negra, o Inverno 2017 também apresenta um patamar mais

fashion dos looks esportivos e casual. Entre as lógicas mais adotadas, estão o contraste

formado pelas camadas da camisa em denim com coletes térmicos e tricôs, através da

inversão da ordem e da lógica convencional das mesmas. Ao sair do estilo casual e

adentrar na proposta esportiva de fato, o segmento apresenta combos confortáveis na

mesma lavagem, como o delavé amassadinho, sublinhando a ideia de maciez; ou os

acabamentos ácidos em denim pesado, relaxados pela adoção do fecho, capuz e

desenho college na parte superior.

VIVIAN DAVID | FOTOS: EQUIPE GUIA JEANSWEAR