The Great segue a trilha campestre bucólica na estação

Cada vez mais as marcas viajam à lugares distantes e procuram locais em meio à natureza para desacelerar, parar em meio ao turbilhão de compromissos e pensamentos e, voltar à um passado acolhedor, rico e inspirador onde o conforto com estilo faz toda a diferença e os efeitos desgastados pelo tempo remetem à memórias antigas que ultrapassam gerações.


Seguindo todo esse conceito em meio à paisagens bucólicas com looks quentinhos e gostosos de usar, a The Great propõe para o Inverno 2017 tonalidades terrosas e quentes, como o verde militar, marrom, vinho, oliva e vermelho, em formas descomplicadas e fáceis de usar. O contraste de materiais se faz presente nas jaquetas com forros de pelos usadas juntamente com batas e vestidos leves e românticos. Da menina inocente e por vezes discreta ou com referências country surgem peças limpas, sem grandes beneficiamentos mas que trazem toda uma história pra contar, um passado que volta totalmente renovado.


E, o denim dentro dessa história toda é muito importante. Ele que está há anos inserido no guarda-roupa do mundo todo é peça-chave na composição de produções que passeiam por diferentes modelagens, porque apesar do tradicional jeans rústico e pesado ser o ponto de partida da coleção, novos fits enriquecem a estação como as pantacourts ou a flare cropped. As skinnies continuam sendo as queridinhas das mulheres de qualquer estilo, assim como as bootcuts e as pantalonas mais ajustadas com bolsos arredondados.


Diferenciais como a cintura no lugar e barras mais curtas também fazem parte do Inverno 2017. Destaque ainda para a comfort ou cenoura que une o despojamento e estilo cool no visual campestre. Em lavanderia surgem leves respingos de tinta, amassados e muitos desgastes e desbotes.


É importante observar também a mistura do jeans em tonalidades diferentes como no look com camisa sem mangas no baby blue e skinny no bruto ou juntamente com colors como a maxi jaqueta marrom. O white e o black denim entram em diferentes propostas com foco nas proporções de calças justas e blusas ou batas amplas.


Não poderiam faltar também as camisas no denim mais pesado, os vestidos mídi, macacões bem soltinhos em tecidos leves (alguns com tops em lastex) e as camisas xadrezes que têm tudo a ver com esse cenário meio cowboy, meio trabalhador do campo. Tricôs, mantôs e jaquetas de pelos complementam a coleção.

VANESSA DE CASTRO | FOTOS: REPRODUÇÃO