Tommy Hilfiger promove sua primeira convenção de vendas no Metaverso

Na última semana, a Tommy Hilfiger promoveu a sua primeira convenção de vendas dentro do Metaverso. O evento da marca ocorre duas vezes ao ano, reunindo mais de 30 gerentes regionais.

A iniciativa destaca a busca da Tommy Hilfiger por estratégias inovadoras, caminhando em prol de um mercado mais tecnológico na moda. A marca já chegou a lançar uma coleção virtual dentro do jogo Roblox e participou da primeira Semana de Moda do Metaverso.

“Para a Tommy Hilfiger é essencial caminhar lado a lado aos desenvolvimentos tecnológicos. Globalmente, a label já vem apostando em iniciativas disruptivas no mundo digital, e agora traz essa tecnologia também para ações internas e locais”, afirma Paulo Matos, diretor da marca no Brasil.

“O nosso objetivo é sempre levar uma experiência única para os nossos parceiros, afinal eles são um elo de extrema relevância para a marca. Estamos muito animados em realizar essa convenção no Metaverso”, completou.

A convenção foi realizada em parceria com a Capgemini, líder global em serviços de consultoria, transformação digital, tecnologia e engenharia. O grupo tem um departamento no Brasil dedicado ao estudo e desenvolvimento de iniciativas ligadas ao Metaverso e aceitou o desafio de realizar o projeto em tempo recorde.

“Se na perspectiva dos consumidores ser omnichannel é obrigação dentro dos novos contextos de hiperconveniência em que vivemos, dominar as possibilidades do Metaverso torna-se fundamental para as marcas, a fim de que possam desenvolver de forma ágil novas dinâmicas de interação, relacionamento e negócios com seus funcionários, parceiros, clientes existentes e os novos clientes, que em especial tem o Metaverso já em diversas áreas de suas vidas”, indicou Willian Valiante, vice-presidente para as áreas de Bens de Consumo, Varejo e Distribuição para a América Latina da Capgemini.

“Estamos felizes com os resultados dessas primeiras iniciativas e seguiremos inovando continuamente na criação de novas dinâmicas para as indústrias de bens de consumo e varejo”, acrescentou.

Em um espaço de duas semanas, a Capgemini selecionou uma plataforma que pudesse comportar um grande número de usuários simultaneamente, não exigisse a instalação de nenhum tipo de aplicativo ou software no computador e ao mesmo tempo fosse amigável para quem não está habituado a dinâmica de jogos em primeira pessoa. E a escolha foi pela Spatial.

“Utilizamos a plataforma Spatial, que permite que as características dos participantes no Metaverso sejam ainda mais próximas do real. Cada um dos nossos gerentes regionais contou um avatar para interagir e participar da convenção”, finalizou Paulo Matos.

Fonte: Redação | Foto: Reprodução