Vendas da Abercrombie caem 10%

Abercrombie & Fitch Co. teve queda maior do que a prevista por seus analistas quando, na última quinta feira, as ações da empresa deslizaram 18% para o valor de U$ 38,53 dólares. O diretor executivo Mike Jeffries tem dedicado esforços para reconectar os clientes teenagers formadores de opinião, que têm se mostrado menos enamorados pela moda Abercrombie, suas modelos de campanhas, bem como o ambiente de suas lojas. No topo disso, os consumidores andam mais contidos devido à instabilidade econômica e tem limitado suas aquisições de itens não essenciais.



O cenário, porém, está em queda também para as concorrentes American Eagle Outfitters e Aéropostale, que tiveram um recuo de 7% e 6.4% respectivamente em suas vendas. “Nossa revisão negativa no terceiro quadrimestre do ano, é o reflexo de um mercado teen extremamente competitivo e que nós esperamos que continue dessa maneira.” afirmou Thomas P. Johnson, CEO da Aéropostale. As marcas jovens têm operado em extrema competição com a sueca H&M e Forever 21, grandes representantes do mercado fast-fashion internacional, que vêm atraíndo os consumidores das tradicionais marcas teens americanas.



Enquanto o panorama nos EUA não apresenta expectativas de melhoras para o segmento e as marcas fazem esforços para cortar custos fechando cada vez mais lojas, Mike Jeffries deposita as esperanças no mercado Chinês, onde a Abercombrie opera seis lojas da Hollister, que juntas obtiveram um crescimento de 60% nas vendas totais para o período.


REDAÇÃO / FOTOS: REPRODUÇÃO