Respiro no estilo biker no review Issey Miyake

É sempre motivo de grande entusiasmo, identificar entre os grandes nomes da “haute couture” interpretações em denim, ou informações que representem bons diálogos para o segmento. Nesta temporada masculina de Paris, uma das coleções responsáveis justamente por promover um “respiro” colorido e artístico nas enfáticas propostas em couro e no universo do motociclismo, veio através das criações de Issey Miiyake. Peças texturadas, e manchadas, colocaram o jeans na passarela, e muitas das demais roupas do mix caracterizaram-se por apresentar um excelente potencial para interpretação em denim. O blocked, e o raw, também foram trabalhados.


Miyake colocou para o guarda-roupa masculino, o jeans manchado, estilo tie-dye, em fit ajustado. Trouxe uma paleta gráfica, e multicolorida. O impacto visual revigorante das estampas manchadas, combina bem com o verão, apesar da grande ênvase em casacos longos e abaloados.


Nas cores, Issey enfatizou os azuis, em especial o cobalto, violeta, vermelho, e pink. Sempre jogados em texturas com o preto ou o branco. Viram-se ainda conjuntos estampados, com camisas e bermudas ligeiramente curvas na modelagem lateral. Em outra etapa, a coleção apresentou alfaiataria com visual denim, reafirmando os ternos “quebrados” por blocos de cor. O terno sem gola com um botão, e o traje social com bermuda, ressaltam a proposta de libertação para os trajes sociais masculinos.


Nossa análise destaca principalmente o potencial dos coloridos manchados para o segmento jeanswear, independentemente do segmento, a continuidade dos trajes sociais em denim, e das formas quebradas por tonalidades índigo. Reafirma a paleta de verão, pelas cores trabalhadas por Miyake, bem como as volumetrias curvas, e uma pegada de frescor na indumentária tradicional masculina, quebrada por formação de casacos + bermudas, seja repetindo ou desconstruindo a idéia de conjunto.